Versão mobile

Tragédia na Kiss28/01/2013 | 19h10

Culto ecumênico reúne milhares para rezar pelas vítimas do incêndio no Centro de Santa Maria

Enviar para um amigo
Culto ecumênico reúne milhares para rezar pelas vítimas do incêndio no Centro de Santa Maria Adriana Franciosi/Agencia RBS
Milhares de pessoas se reuniram na praça Saldanha Marinho Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS

A praça Saldanha Marinho, a menos de um quilômetro da boate Kiss, no Centro de Santa Maria, lotou no fim da tarde desta segunda-feira. Com olhares marejados e abraços apertados, milhares de pessoas se aglomeraram no entorno dela para participar de um culto ecumênico e, independente da religião, rezar pelas vítimas do incêndio que consternou o mundo na madrugada de domingo. 

A ocasião também é uma forma de homenagear as vítimas fatais e os jovens feridos ainda internados em hospitais do Estado. A celebração durou cerca de 45 minutos e terminou com uma longa salva de palmas.

— Que este triste evento sirva para nos tornar mais família, mais unidos em torno do amor. O mundo inteiro olha por Santa Maria. E isso mostra que a humanidade ainda não perdeu a sensibilidade e a capacidade de se solidarizar com os irmãos. Ainda não perdemos nossa identidade — rezou o padre Francisco Bianchini, o padre Xico.

Mais tarde, às 22h, duas caminhadas saem do local em direção à boate Kiss. A previsão é de que mais de duas mil pessoas participem da homenagem, que, em silêncio, pretende levar flores e cartazes em memória das vítimas do incêndio do fim de semana.


A tragédia

O incêndio na boate Kiss, no centro de Santa Maria, começou entre 2h e 3h da madrugada de domingo, quando a banda Gurizada Fandangueira, uma das atrações da noite, teria usado efeitos pirotécnicos durante a apresentação. O fogo teria iniciado na espuma do isolamento acústico, no teto da casa noturna.

Sem conseguir sair do estabelecimento, mais de 200 jovens morreram e outros 100 ficaram feridos. Sobreviventes dizem que seguranças pediram comanda para liberar a saída, e portas teriam sido bloqueadas por alguns minutos por funcionários.

A tragédia, que teve repercussão internacional, é considera a maior da história do Rio Grande do Sul e o maior número de mortos nos últimos 50 anos no Brasil.

DIÁRIO DE SANTA MARIA

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMPrimeira divisão do Citadino de Futsal define seus finalistas: http://t.co/0imTn6RAiLhá 56 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMComeça a preparação para 71ª Romaria Estadual da Medianeira: http://t.co/W8zjzE81l8há 2 horas Retweet
Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros