Polícia Civil encerra greve com ação solidária - Diário de Santa Maria

Versão mobile

Fim da paralisação14/11/2017 | 11h01Atualizada em 14/11/2017 | 11h01

Polícia Civil encerra greve com ação solidária

A partir desta terça-feira, delegacias de Santa Maria voltam a atender todos os tipos de ocorrência

 

 entrega alimentos Polícia Civil na escolinha comunitária no bairro Lorenzi/Fim da greve-Escrivã da Delegacia de Homicídios de Santa Mariam - Elisabete Binatto-Representante regional do sindicato dos escrivães, inspetores e investigadores de polícia (Ugeirm) - Leonardo Trevisan
Agentes da Polícia Civil entregam alimentos a duas escolas infantisFoto: Charles Guerra / Newco SM

A Polícia Civil encerrou a greve, que havia começado no último dia 6, com uma ação solidária na tarde desta segunda-feira. Uma equipe de inspetores e escrivães da 3ª Região Policial fez a entrega de uma tonelada de alimentos não perecíveis a duas escolas infantis de Santa Maria, nos bairros Lorenzi, na região sul, e João Goulart, na região nordeste da cidade. A partir desta terça-feira, as delegacias de Santa Maria voltam a atender todos os tipos de ocorrência, com a atuação de 100% dos servidores.

A paralisação teve início há uma semana, em protesto ao atraso dos salários pelo governo do Estado. Até ontem, as delegacias operaram com cerca de 30% do efetivo, como previsto por lei. Apenas os casos de maior gravidade, como latrocínios, homicídios e estupros eram atendidos. Os demais registros estavam sendo feitos pela população diretamente no site da Delegacia Online.

 "Não é simplesmente colarmos um cartaz de greve na parede", desabafa policial civil

A escrivã da Delegacia de Homicídios de Santa Maria Elisabete Binatto, que está na profissão há 14 anos, fala sobre as dificuldades enfrentadas pela categoria:

– É desmotivador trabalhar quando não se recebe nem mesmo o salário, que é o mínimo. Além disso, nós não temos o essencial para trabalhar. Às vezes, não tem como imprimir um documento. A gente quer fazer um bom trabalho, mas fica muito difícil assim.

A pauta de reivindicações não se esgota com o pagamento dos salários em dia. De acordo com o representante regional do Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores de Polícia (Ugeirm), Leonardo Trevisan, outra luta da categoria é pela melhoria das condições de trabalho nos postos policiais. Trevisan lembra que as demandas têm sido colocadas na mesa de negociação com o governo estadual há cerca de três anos e ainda não houve resposta.

 entrega alimentos Polícia Civil na escolinha comunitária no bairro Lorenzi/Fim da greve
Agentes da Polícia Civil entregam alimentos a duas escolas infantisFoto: Charles Guerra / Newco SM

– Houve diminuição de horas extras, o que prejudica o trabalho de investigação, a diminuição de recursos para o combustível das viaturas, entre outros – detalha Trevisan.

Solidariedade

A entrega de alimentos simbolizou uma resposta à população pela compreensão ao regime de paralisação. Os servidores de delegacias de toda a região encaminharam doações à Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA), para que fossem entregues a uma entidade carente. O empenho foi tão grande que os alimentos totalizaram uma tonelada e foram entregues a duas instituições: o Centro de Desenvolvimento Comunitário (CDC) Estação dos Ventos, no bairro João Goulart, e a Escolinha Criança Feliz, no Bairro Lorenzi.

 Como está a UFSM 10 anos depois da Operação Rodin 

Segundo Neusa Rodrigues da Silva, coordenadora administrativa da Escolinha Comunitária Criança Feliz, que recebeu 500 kg de alimento, o donativo atenderá à demanda para os próximos três meses. A instituição atende 50 crianças de 2 a 6 anos de idade e serve até quatro refeições por dia. Neusa disse que os mantimentos vieram em boa hora:

– Vivemos de doações, e os nossos três funcionários, assim como os policiais, ainda não receberam o salário neste mês. Vamos atender as crianças nos meses de férias e até no sábado, por isso, precisamos muito de colaboração. É muito bom contar com essa ajuda dos agentes, mesmo sabendo da situação deles – ressaltou.

 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMRenato Mirailh: há mais de 30 anos nos palcos santa-marienses https://t.co/EJW8pNL2sF https://t.co/Gj4SKJPLNphá 1 diaRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMAssaltantes amarram casal de agricultores e fogem levando dinheiro e um carro https://t.co/bp0ydKBG8p https://t.co/A7KW3xj4gOhá 1 diaRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros