Uma estreia - Diário de Santa Maria

Versão mobile

Coluna Sociedade11/10/2017 | 15h15Atualizada em 11/10/2017 | 15h29

Uma estreia

Professor da UFSM e apaixonado por viajar, o novo colunista do Diário convida os leitores a percorrer com ele os caminhos de Varsóvia, Viena, Roma, Paris, Budapeste, Madri... 

Caro leitor, a partir de hoje terei a oportunidade de escrever neste espaço. Vou compartilhar e relatar experiências de viagens internacionais _ Buenos Aires, Varsóvia, Viena, Roma, Paris, Moscou, Budapeste, Londres, Madri, Lisboa, Nova Iorque etc _, histórias ouvidas e situações engraçadas, aventuras e desventuras, letras de músicas, medos e ousadias, registros de saudade e tantas outras coisas.

Foto: pixabay / pixabay

A ideia é oferecer o sabor dos momentos mágicos que a vida nos proporciona através das viagens. Uma das melhores coisas que você pode fazer na sua vida para se divertir e também para se educar é viajar.  

Quase quarentão, muitos caminhos já percorri na vida. E mesmo assim, continuo o mesmo faminto, curioso por saber e conhecer novas pessoas e lugares. Conhecer outras culturas e entender o que é ser um estrangeiro pode ser uma revelação. Por outro lado, viajar por um país grande como o Brasil pode abrir seus olhos também. Visitar novas cidades nesse país continental pode ser parecido com viajar para outros países. Sempre há muito a conhecer.

Eu, eu mesmo

Sou professor universitário da área de Relações Internacionais. Paulistano. Estou radicado em Santa Maria desde 2009. Curiosamente, em 1978 (ano de meu nascimento), meu pai, cuja alma gaúcha não esconde de ninguém, teve oportunidade de escolha para ser transferido para Santa Maria. Minha mãe não aceitou. Dizia ela: "frio, muito frio".

30 anos depois, aprovado em concurso público pela Universidade Federal de Santa Maria, conheci o município que poderia ter sido minha cidade natal. Em relação a essa incrível "cilada do destino", é formidável a frase da escritora Martha Medeiros "a vida segue acontecendo nos detalhes, nos desvios, nas surpresas e nas alterações de rota que não são determinadas por você".

Convido você, leitor, a acompanhar meus textos neste espaço digital do Diário e a cumprir a antiga lenda chinesa: "um fio invisível conecta os que estão destinados a se encontrar. O fio pode esticar ou emaranhar-se, mas nunca irá se partir".

Por fim, associado a essa lenda chinesa do fio, meu amigo leitor, relembro das mulheres de Okinawa, no Japão (cidade famosa pela longevidade e pelo espírito comunitário) que ensinam o significado da expressão: icharida code – quando você conecta a alguém – mesmo que apenas uma vez, mesmo por obra do acaso – vocês se tornam parceiros para a vida inteira. A partir de agora, a nossa parceria eterna começa.

 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMPrefeitura continua limpeza em Santa Maria neste sábado https://t.co/XIu3WfAJZ7 https://t.co/LIcdfBKvcZhá 14 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMVÍDEO: motorista filma destruição ao longo da BR-287 https://t.co/qtykUbSLh9 https://t.co/UX5vvRv7mqhá 14 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros