8 dicas para manter o futebolzinho de todas as semanas sem riscos - Diário de Santa Maria

Versão mobile

Coluna Vida e Saúde17/04/2017 | 16h14Atualizada em 18/04/2017 | 08h12

8 dicas para manter o futebolzinho de todas as semanas sem riscos

O colunista e educador físico alerta os praticantes do futebol como único exercício: é preciso cuidados


 

Como é boa aquela turma de todas as semanas para bater uma bolinha, não é mesmo? Mas fique atento! Se essa é sua única atividade física mais intensa, você pode estar em risco.

Foto: pixabay / pixabay

O futebol e suas variações, como o futsal e o futebol society, são a escolha de prática esportiva da maioria dos homens do Brasil. A paixão do brasileiro pela bola e pelo gol facilita encontrar amigos com o mesmo gosto de montar equipes e turmas para jogar futebol. O grande problema disso é a falta de condicionamento dos "atletas"e a intensidade em que se pratica o jogo. Os agravantes ainda são a cervejinha e o churrasco que, frequentemente, ocorrem após o jogo. Além do sobrepeso e da obesidade.

Quando a prática do futebol é o único exercício mais intenso da semana, podemos presumir que o nível de condicionamento desse indivíduo é abaixo do que ele precisaria para fazer o exercício. Não há estímulos suficientes na semana para adaptar o indivíduo à prática. O corpo reage aos estímulos e se adapta a eles, mas isso precisa ser feito com frequência e com intensidades corretas, respeitando sempre alguns princípios de treinamento. Caso contrário, o coração não estará preparado para a demanda de um jogo de futebol, e o risco de infarto do miocárdio é aumentado.

Portanto, a intensidade do exercício deve ser dosada. Mas descuidar da intensidade é muito comum. A imprevisibilidade do jogo, a busca pela vitória e a falta de atenção aos sinais fisiológicos do exercício impedem a nossa avaliação em tempo real do excesso ou não de exercício. 

Sendo assim, preocupe-se sempre: não peque pelo excesso e procure melhorar seu condicionamento para continuar praticando o futebol com seus amigos. Segue abaixo algumas dicas para você:

1) Consulte um cardiologista e faça exame de esforço para verificar o seu condicionamento e o funcionamento do coração;

2) Se você está pouco condicionado, o ideal é jogar futebol com moderação, com intensidade leve e com períodos de descanso;

3) Faça outro exercício físico na semana, como academia ou exercícios de condicionamento aeróbio para adaptar o coração para demandas de maiores intensidades;

4) De uma forma geral, três vezes na semana, de 30 a 40 minutos por sessão, com intensidade adequada, é tempo suficiente para produzir adaptações benéficas (consulte um profissional de educação física para avaliar corretamente essa montagem);

5) Se está com sobrepeso ou obesidade, a atenção é redobrada, pois há associação com problemas cardíacos, além de o fato de carregar um maior peso corporal durante a prática, aumenta o esforço em cada ação do jogo;

6) Respiração ofegante e frequência cardíaca alta são sinais que lhe ajudam a verificar se a intensidade está alta. Não deixe chegar nesse ponto e, se chegar, é o momento de descansar no jogo;

7) Se está iniciando, não tenha pressa. Espere algumas semanas com esforços moderados até o seu organismo ir se condicionando, para depois disso aumentar a intensidade;

8) O futebol é um exercício para a sua saúde! Perder ou ganhar é secundário! Não há necessidade de se esforçar ao máximo por um resultado nesse tipo de jogo.

Um gol pela sua saúde é mais importante do que qualquer outro gol!

Bons treinos e bons jogos!


 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMRT @pedrohpavan: Gramado da Baixada começa a receber reparos para decisão de domingo: https://t.co/jdsyE6X7Cj @diariosm https://t.co/W1Ho5B…há 36 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMRT @pedrohpavan: Eliminado na Terceirona, Guarany de Camaquã terá apenas seis remanescentes contra o Riograndense: https://t.co/iEWn24pQMm…há 1 horaRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros