Treinamento em portaria é um aliado contra assaltos - Diário de Santa Maria

Versão mobile

Segurança09/03/2017 | 13h27Atualizada em 09/03/2017 | 13h27

Treinamento em portaria é um aliado contra assaltos

Figura do porteiro coíbe crimes e dá sensação de segurança a quem frequenta o espaço protegido

Treinamento em portaria é um aliado contra assaltos Lucas Amorelli/New Co DSM
Foto: Lucas Amorelli / New Co DSM

Quando alguém busca morar em condomínios, toma a decisão pensando também na segurança que o lugar pode proporcionar por meio da tecnologia: equipamentos de ponta, alarmes, portões e vigilância. Ainda que com todo o aparato, a figura de um profissional que esteja de olho, dedicado à segurança daquele lugar, é avaliada como importante por especialistas, desde que ele seja bem treinado.

Homens ficam feridos em acidente na BR-392

– É inevitável a sensação de tranquilidade em saber que há alguém além de você e que está de olho nas imediações. Portanto, não adianta ter todos os apetrechos tecnológicos possíveis se não tiver um porteiro preparado e alerta para esse tipo de ação. São os porteiros que identificam as pessoas que entram e saem do condomínio, concedem as autorizações, sabem e conhecem bem o dia a dia do prédio e, portanto, são os primeiros a reconhecer que há algo de errado – explica o especialista em condomínios Amilton Saraiva.

No entanto, é necessário que o porteiro esteja sempre atento ao que acontece dentro e fora da edificação, seja um condomínio ou uma empresa, conforme Raimundo Castro, do Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis dos Edifícios em Condomínios Residenciais e Comerciais (Secovi/RS).

Jeep é furtado de uma concessionária em Santa Maria

– Para se ter um condomínio seguro, são necessárias instalações protegidas, equipamentos apropriados, circuito de TV interno, bom interfone e porteiro treinado. Eu recuso o uso de qualquer tipo de equipamento de entretenimento. Sou contra televisão e jornal impresso em portaria – diz Castro.

Na avaliação do delegado Sandro Meinerz, titular da Delegacia Especializada de Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec) de Santa Maria, é comum que ações criminosas comecem por um erro de portaria, como a identificação. Prestadores de serviço (como entregadores, por exemplo) que recebem passe livre para circular pelo prédio ou veículos que recebem autorização de entrada tendo como avaliação a cor ou o modelo dele em vez da placa são exemplos.
Saraiva diz que o ideal é optar por empresas que treinem e mantenham seus funcionários sempre preparados. Isso para evitar "situações desagradáveis ou até mesmo trágicas".

Justiça condena dupla a 28 anos de prisão por latrocínio de PM santa-mariense

Cabines isoladas

Foto: Lucas Amorelli / New Co DSM

Pensando nisso, os atuais projetos de edificação, preocupados com a questão da segurança patrimonial, estão trocando as antigas mesinhas do hall por cabines isoladas de vigilância. No entanto, a falta de um especialista em segurança na hora da elaboração da planta pode, ainda assim, trazer intranquilidade aos moradores de um condomínio ou colaboradores de uma empresa.

Segundo o diretor técnico da Vigillare, Cláudio Guerin, apesar de as guaritas terem sido criadas para melhorar a segurança da edificação, acontece de serem mal posicionadas e não terem a estrutura correta.

Homem é preso 17 anos depois de matar a mulher

– Antigamente, os prédios não tinham guarita. Nós tínhamos as famosas portarias, que ficavam no fundo do hall. Tinha uma mesinha onde ficava o porteiro e um controlador de porta. Os edifícios, por exemplo, não tinham muros nem grades. Com a violência urbana, além do treinamento dos porteiros, foi introduzida a guarita para a segurança – explica Guerin.
Todos são unânimes ao dizer que a figura do porteiro coíbe crimes, além de dar sensação de segurança a quem frequenta o espaço protegido.

A guarita correta
- Deve estar encostada na calçada e na altura do chão
- A parte envidraçada deve ser blindada
- A porta de entrada deve ficar escondida da rua para que movimento interno não seja visto
- Deve ser instalado um passa-volumes para recebimento de mercadorias (para que o porteiro não precise sair para pegar as entregas)
- Devem ter banheiros (se não for possível, que um segundo porteiro substitua o ausente)
- Não devem ter qualquer elemento de distração (televisão, por exemplo)

 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMCorpo de funcionário de universidade é encontrado em Santiago https://t.co/PkdN7kyyHK https://t.co/8kfjRZ9Qknhá 2 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMPM é condenado por morte de sem-terra durante desocupação de fazenda https://t.co/QwCdE7ezF7 https://t.co/mCqxKFUTEHhá 4 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros