Jovem é preso suspeito de matar por dinheiro em Tupanciretã - Diário de Santa Maria

Versão mobile

Investigação07/03/2017 | 15h46Atualizada em 07/03/2017 | 15h46

Jovem é preso suspeito de matar por dinheiro em Tupanciretã

Ele recebeu R$ 3 mil da companheira da vítima e do amante dela para efetuar os disparos 

Diário de Santa Maria
Diário de Santa Maria

O suspeito de ter matado um homem em Tupanciretã, no ano passado, foi preso preventivamente na segunda-feira. O jovem de 27 anos, que não tem antecedentes criminais, recebeu R$ 3 mil para executar os disparos que causaram a morte de Hemerson Junior Dinarte Marques, 30 anos. O nome do suspeito não foi divulgado pela Polícia Civil.

Homem é assassinado a tiros em frente de casa em Tupanciretã

De acordo com o delegado Adriano de Rossi, que conduziu a investigação, o suspeito estava foragido. Em outubro, logo após o assassinato, ele teria deixado Tupanciretã e foi morar em Criciúma (SC). Na manhã desta segunda-feira, o suspeito se apresentou na delegacia de Tupanciretã. Em depoimento, ele negou a autoria do crime. O suspeito foi levado para o Presídio Estadual de Júlio de Castilhos.

– Embora ele tenha negado a participação, existem outras provas de que foi ele. Ele estava no local e disparou os quatro tiros. As provas colocam ele como executor do crime – defende Rossi. 

Casal suspeito de matar homem em Tupanciretã é preso

 Outras duas pessoas foram indiciadas como mentores do assassinato e foram presas no dia 19 de janeiro. Uma mulher, de 32 anos, que era companheira de Hermeson, e o seu amante, um jovem de 26 anos, pagaram para que outra pessoa matasse a vítima. 

Na época, a mulher foi encaminhada para o Presídio Regional de Santa Maria, e o jovem, para o Presídio Estadual de Júlio de Castilhos. Em fevereiro deste ano, eles receberam o benefício da liberdade provisória. 

Amantes são indiciados por contratar matador de aluguel para assassinar marido

O assassinato

No dia 30 de setembro do ano passado, por volta das 21h, Hemerson chegava de moto, em sua casa, no bairro Marcial Terra, em Tupanciretã e, quando entrava em uma área da casa, levou quatro disparos no rosto. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

 

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMVÍDEO: como fazer um hambúrguer de salame e queijo colonial https://t.co/mV6C87glEr #diadohamburguer https://t.co/KRosLqjgy1há 15 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMTheatro Treze de Maio comemora 20 anos de reabertura https://t.co/CGe3kIQTwe https://t.co/YMiy6XbcuNhá 15 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros