Festa dos bixos terá monitoramento por câmeras de alta definição - Diário de Santa Maria

Versão mobile

Segurança06/03/2017 | 10h45Atualizada em 06/03/2017 | 10h45

Festa dos bixos terá monitoramento por câmeras de alta definição

Plataforma de Observação Elevada ficará estacionada em frente à Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher

Festa dos bixos terá monitoramento por câmeras de alta definição Secretaria de Segurança Pública/Divulgação
Foto: Secretaria de Segurança Pública / Divulgação

A já tradicional festa dos bixos, que reúne milhares de jovens e universitários nas ruas aos arredores da Praça Saturno de Brito, no centro de Santa Maria, terá reforço na segurança. A junção, que marca o início das aulas na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), já presenciou acontecimentos graves, como um homicídio em 2015. Para esta edição, a Brigada Militar de Santa Maria ganhou um reforço tecnológico para aumentar a segurança de quem for ao local. 

Santa Maria começa a receber a calourada 

Além dos 70 policiais do 1º Regimento de Polícia Montada (1º RPMon) e do 2º Batalhão de Operações Especiais (2º BOE), será usada a Plataforma de Observação Elevada (POE). A POE nada mais é do que um caminhão que conta com uma torre que possui 17 câmeras de alta definição. Além do grande alcance dos instrumentos, que chega a 2 mil metros, eles também têm sensores de calor, que são capazes de identificar objetos frios junto ao corpo das pessoas, como facas, armas de fogo e até drogas. O caminhão ficará estacionado em frente à Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam), na Rua Duque de Caxias, também em frente à praça.

Conforme o comandante do 1º RPMon, tenente-coronel Erivelto Hernandes, responsável pelo policiamento em Santa Maria, a segurança para a festa vem sendo pensada há quase um mês.

Festa eletrônica gratuita movimentou público na UFSM

– Temos que tratar diferente o nosso universitário. Os universitários são a razão de existir de Santa Maria. Somos a Cidade Universitária. Por isso, precisamos fazer um evento com segurança e que seja equilibrado para os moradores locais. Também é importante ter um pós-evento com recolhimento de lixo, banheiros químicos – destaca o comandante.

Ainda de acordo com Hernandes, a POE servirá para monitorar suspeitos que estejam entre a multidão e também para vigiar as ruas nos arredores. São nessas ruas secundárias ao evento que, segundo o comandante, acontecem os principais crimes, como roubos a pedestre, furtos e arrombamentos de veículos. Junto de dois policiais que vêm de Porto Alegre para o manuseio da POE, estarão policiais da Seção de Inteligência do 1º RPMon. A missão deles será procurar e reconhecer criminosos já conhecidos da polícia em Santa Maria.

Professores estaduais aprovam paralisação para quarta-feira

– Os policiais da nossa inteligência já conhecem a área e os criminosos. Eles veem um criminoso conhecido e dizem: "Olha ali, aquele ali é o fulano, é um traficante conhecido. Aproxima lá. Deu para ver que está traficando. Vamos abordar". A ideia é ter esse cuidado e acompanhamento específico. A plataforma vai nos ajudar muito. Esperamos que seja um evento sem transtornos – reforça Hernandes.

Como a festa é uma aglomeração e não tem uma organização, a POE ficará disponível por tempo indeterminado, até quando as junções ocorrerem. Além da BM, Polícia Civil, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Guarda Municipal e Conselho Tutelar atuarão na segurança do evento.

Caminhão de monitoramento ficará estacionado na Rua Duque de Caxias Foto: Brigada Militar / Divulgação

O que é a Plataforma de Observação Elevada (POE)
– O POE é um caminhão que conta com uma estrutura de 17 câmeras de videomonitoramento
– O alcance pode chegar a uma raio de 2 mil metros
– Conforme a Brigada Militar, o equipamento pode ser comparado aos olhos de 20 homens
 – Imagens são acompanhadas em tempo real em monitores de 55 polegadas
– Algumas câmeras funcionam por sensores de calor, que pode identificar se a pessoa está carregando alguma arma
– O equipamento é utilizado em grandes eventos que reúnem milhares de pessoas
– A Secretaria de Segurança é quem faz a gestão dos três caminhões que contam com os equipamentos
– Eles já foram empregados na Copa do Mundo de 2014, na passagem da Tocha Olímpica por Porto Alegre e no Carnaval de Rua da Capital
– Segundo a BM, só em 2016, 300 pessoas foram presas com a ajuda do equipamento

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMJovem é encontrado morto no arroio Cadena em Santa Maria https://t.co/u1skJjBluv https://t.co/qqVYJrRumGhá 20 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMVÍDEO: canoísta Gilvan Ribeiro faz doação para a Geladeiroteca do Diário https://t.co/NJTs7rHnIK https://t.co/9Rut1YcTsWhá 23 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros