Escola Fátima comemora 65 anos de história(s)  - Diário de Santa Maria

Versão mobile

Educação01/03/2017 | 11h52Atualizada em 01/03/2017 | 11h52

Escola Fátima comemora 65 anos de história(s) 

Colégio começou com uma turma de 20 alunas, 1º de março de 1952

Escola Fátima comemora 65 anos de história(s)  Gabriel Haesbaert/NewCo DSM
Escola atende mais 1,5 mil estudantes em quatro níveis de ensino ofertados pelo colégio Foto: Gabriel Haesbaert / NewCo DSM

O Colégio Fátima foi criado, em 1952, para ser uma escola para meninas. No primeiro dia de aulas, contou uma turma de 20 alunas. De lá para cá, a instituição cresceu, passou a receber também meninos e, hoje, completa 65 anos de muitas histórias.

Para não deixar a data passar em branco, a direção organiza dois abraços simbólicos na instituição, um hoje, às 16h, e outro amanhã, às 10h. O cronograma de comemoração também inclui outras atividades com os estudantes.

Fundada por irmãs Palotinas, a escola se tornou instituição de 1º Grau (hoje, chamado de Ensino Fundamental) em 1979 e, em 1995, começou a atender também o 2º Grau (atual Ensino Médio). No ano de 1997, o colégio inaugurou o prédio da Educação Infantil e, mais tarde, em 2005, também criou o berçário, passando, assim, a fazer parte da vida de algumas crianças desde muito cedo.

63 professores não compareceram para a chamada do Município

Isabelle Rodrigues Foto: Gabriel Haesbaert / NewCo DSM

Esse é o caso de Isabelle Rodrigues, 10 anos, que, neste ano, ingressou no 5º do ano do Ensino Fundamental. Ela estuda no Fátima desde que tinha 1 ano e 4 meses. A pequena diz que pretende seguir na escola até se formar no Ensino Médio.

– Eu gosto muuuuuuuito da escola Fátima – diz a menina, assim mesmo, com muitos ¿us¿.

Sobre o abraço simbólico na escola, Isabelle acha que é um jeito legal de celebrar o aniversário do colégio. A mãe dela, Simone Rodrigues, 38 anos, é gerente de marketing do Fátima desde 2012, mas, muito antes de ser funcionária da escola, percebia uma atmosfera de humanização no lugar. Ela diz que sempre se sentiu bem no colégio e que a filha costumava contar histórias muito positivas.

Agora que faz parte do quadro de funcionários, Simone diz que vive os bons momentos com Isabelle e a equipe da instituição.Outro aluno do Fátima que tem sua história conectada com o colégio é Arthur Giotto Mai, 8 anos. Ele diz que estuda na escola ¿desde pequenininho¿.

– Não lembro direito, mas acho que eu tinha uns 2 anos quando entrei no Fátima – conta, fazendo esforço para lembrar a idade que tinha. 

Morador de Santa Maria quer contar a história do bairro que ama em um livro

Amor antigo

A diretora do colégio, irmã Cleusa Maria Casarin, está no cargo há 6 anos, mas também lembra que sua história com o colégio começou muito antes. Em 1978, mais precisamente, ano em que ela começou a estudar para ser irmã Palotina. Ela estudou três anos na instituição e, há 39, dedica-se à congregação religiosa. A irmã recorda com carinho da irmã Giselda Perin, que autuou na direção do Fátima por 41 anos, e a tem como exemplo para cumprir o trabalho de diretora, atualmente.

Depois de 65 anos construindo sua história na cidade, o Colégio Fátima atende mais 1,5 mil alunos, nos quatro níveis de ensino que oferece. 

Crianças participaram de uma festinha de Carnaval na última sexta-feira Foto: Gabriel Haesbaert / NewCo DSM


 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMVocê sabe como cuidar do seu pet no inverno? Veja dicas de especialistas https://t.co/EdZSfFk15C https://t.co/MI0SwAKIzRhá 22 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMO que você vai almoçar neste domingo? Confira 6 opções de almoços em Santa Maria https://t.co/h765StDBXa https://t.co/gYmj2d6Kkxhá 23 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros