Como ajudar o adolescente a consumir de forma responsável? - Diário de Santa Maria

Versão mobile

Opinião23/03/2017 | 13h34Atualizada em 23/03/2017 | 13h34

Como ajudar o adolescente a consumir de forma responsável?

Colunista de Finanças Pessoais ajuda pais, familiares e escolas a nortear as práticas de consumo nessa fase tão peculiar da vida

 

A adolescência é uma etapa de muitas mudanças. Além das transformações biológicas, há outras _ sociais e psicológicas _ que interferem na forma de ser da pessoa. É na adolescência que se ocorre um fenômeno chamado "transitoriedade identitária", que leva em consideração uma maior mobilidade nas características, preferências, estilos de vida e de consumo dos adolescentes. 

Foto: pixabay / pixabay

Mas, afinal, qual o significado do consumo na adolescência?

Múltiplos fatores podem estar relacionados ao consumo nessa etapa da vida. Geralmente, as pessoas utilizam produtos e marcas para cultivar, preservar e expressar suas identidades, e isto também ocorre com os adolescentes. 

Leia mais colunas de Finanças Pessoais

Além disso, o consumo de um determinado produto pode estar relacionado tanto ao seu significado simbólico quando aos seus benefícios funcionais. Para o adolescente, que é, considerado um consumidor hipervulnerável, a opção de consumo está mais relacionada a fatores simbólicos do que à utilidade.

Assim, o consumo de um determinado produto pode estar associado à necessidade de se sentir pertencente a um determinado grupo ou para estar mais parecido ou próximo de um ídolo admirado, por exemplo.   

Como os pais, familiares e amigos podem ajudar o adolescente a ter um comportamento mais responsável relacionado ao consumo?

É importante que o adolescente gradativamente passe a ter maior autonomia para a tomada de decisões relacionadas ao consumo. No entanto, para isso, é necessário que esteja preparado para tal tarefa.

Mesada: 5 explicações sobre dar ou não dar

A educação financeira é uma das ferramentas que pode contribuir para o processo. Algumas dicas podem ser válidas neste momento para a família e escola:

1) Oportunizar espaços em que se discutam as preferências, os valores e as atitudes relacionadas ao consumo

2) Acompanhar e orientar os adolescentes ao longo do processo

3) Estabelecer um diálogo transparente e próximo sobre o comportamento de consumo, bem como das condições econômicas da família

4) Dar exemplos que auxiliem o adolescente a enfrentar as práticas de consumo e os desafios inerentes ao processo

5) Ajudá-los a resgatar os seus valores, habilidades e  autoestima para que não utilizem o consumo como um alívio de conflitos

Assim, a família e a escola podem contribuir para construção de práticas relacionadas ao consumo na adolescência que estejam pautadas pela liberdade e pela responsabilidade do jovem. E que, sobretudo, ajude o adolescente a se compreender como ser humano e a lidar melhor com o ato de consumo.

 


 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMRT @pedrohpavan: Gramado da Baixada começa a receber reparos para decisão de domingo: https://t.co/jdsyE6X7Cj @diariosm https://t.co/W1Ho5B…há 2 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMRT @pedrohpavan: Eliminado na Terceirona, Guarany de Camaquã terá apenas seis remanescentes contra o Riograndense: https://t.co/iEWn24pQMm…há 3 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros