Campanha tenta ajudar Maria Clara a fazer cirurgia no coração - Diário de Santa Maria

Versão mobile

Saúde20/02/2017 | 13h34Atualizada em 20/02/2017 | 13h34

Campanha tenta ajudar Maria Clara a fazer cirurgia no coração

Menina de 9 anos tem uma doença congênita 

Campanha tenta ajudar Maria Clara a fazer cirurgia no coração Fernanda Ramos/NewCo dsm
Foto: Fernanda Ramos / NewCo dsm

Há quase três anos, Cicernair Mendes (Ciça), 36 anos, descobriu que a única filha, Maria Clara Mendes Derzette, 9, tem uma doença congênita no coração e que o tratamento recomendado é uma cirurgia que não é ofertado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Em dezembro do ano passado, incentivada por um amigo, ela lançou um vídeo e uma campanha na internet para conseguir o dinheiro necessário para pagar o procedimento: entre R$ 40 mil e R$ 50 mil.

Maria Clara tinha 6 anos quando a pessoa que cuidava dela enquanto os pais trabalhavam percebeu que a menina apresentava cansaço excessivo após algum tempo de atividades. Alertada pela cuidadora, a mãe procurou a Unidade Básica de Saúde Dom Antônio Reis perto da casa da família. No posto, a pediatra pediu alguns exames que descartaram problema pulmonar. A médica, então, encaminhou a menina para um cardiologista. Novos exames indicaram que a garotinha precisava de cuidados que a rede pública municipal não oferecia. E a pequena paciente foi encaminhada ao Instituto de Cardiologia em Porto Alegre.

Santa Maria é condenada pelo Tribunal de Justiça do Estado a criar 29 equipes de ESF

A primeira consulta na Capital foi no dia 2 de maio de 2014. A doença foi identificada: cardiopatia congênita do tipo comunicação interatrial. Maria Clara nasceu com um orifício entre os átrios. O sangue que passa para o lado esquerdo, vindo dos pulmões, acaba retornando para o lado direito porque a pressão do lado esquerdo é maior. O sangue volta sobrecarregando os pulmões.

A partir do diagnóstico, Maria Clara e a mãe passaram a ir ao Instituto de Cardiologia a cada dois meses. Por dois anos, o atendimento foi para monitorar a doença. Mas, no ano passado, a avaliação médica apontou a cirurgia como alternativa de cura.

– Eles (médicos) controlam o hiperfluxo pulmonar. Nesse tempo, ele não aumentou, mas também não diminuiu. Está estabilizado. Na última consulta, o médico disse que com a idade dela, o orifício não fecha mais. Tem que fazer a cirurgia – contou Ciça.

Justiça determina que Santa Maria amplie atendimento em saúde mental

O procedimento recomendado pelo instituto consiste na colocação de uma prótese (espécie de tampão em forma de um guarda-chuva), inserida no corpo da menina por meio de um cateterismo, e que fechará o orifício. A cirurgia é considerada simples, mas a prótese é importada e não tem cobertura do Sistema Único de Saúde (SUS). O SUS custeia um outro tipo de cirurgia em que seria preciso abrir o tórax.

– O caso de Maria Clara pode servir de alerta para os pais sobre a importância de fazer esse tipo de exame nas crianças e do SUS oferecer a cirurgia – disse Ciça.

Como ajudar
_ O quê: Maria Clara Mendes Derzette nasceu com uma doença cardíaca congênita do tipo comunicação interatrial. Ela tem um orifício entre os átrios por onde o fluxo sanguíneo retorna para o pulmão
– Tratamento recomendado: Cirurgia para colocação de uma prótese que feche o orifício
– Custo: Entre R$ 40 e R$ 50 mil
– Como ajudar: Doações na conta 39.136765.1-1, da agência 0350, do Banrisul

Campanha pede ajuda na internet

Somados, os valores da prótese que Maria Clara precisa e a cirurgia giram em torno de R$ 40 mil a R$ 50 mil. Montante que a renda da família não tem. O pai da menina trabalha como motorista e recebe em torno de R$ 1,2 mil mensais. Ciça perdeu o emprego em 2016, e, atualmente, faz pães de mel para vender em repartições públicas e consultórios. Com as despesas mensais de aluguel (R$ 580) e condomínio (R$ 140), o que sobra cobre gastos de energia elétrica, alimentação, higiene e vestuário. Os medicamentos para o tratamento contínuo da menina são obtidos via SUS. Em busca de economia, Maria Clara deixou a escola particular onde tinha bolsa parcial de estudos e passou para uma escola da rede pública municipal neste ano.

A sugestão de lançar uma campanha na internet veio do pastor da igreja que Ciça frequenta. Foi ele quem fez as imagens e editou o vídeo publicado no You Tube em dezembro do ano passado, com a hashtag #mariaclaraaprocuradeanjos. Até a tarde de ontem, haviam 1.228 visualizações. Ciça também fez camisetas com a frase "Compartilhe um sorriso".

No vídeo, mãe e filha pedem que quem puder ajudar deposite qualquer valor na conta bancária da campanha. Até o momento foram arrecadados cerca de R$ 2 mil. Ciça procurou a Defensoria Pública do Estado, em outubro do ano passado, para encaminhar um pedido judicial. O processo está em andamento.

– Ela tem muita fé e dedicada em tudo que faz. Vende melhor que eu. Me diz que queria ser uma criança normal, mas que tem medo de morrer – disse a mãe.

Inteligente (as médias na escola são acima de 9), Maria Clara gosta de postar dicas no canal que mantém no You Tube e, como qualquer criança da idade, de brincar na pracinha do condomínio onde mora com a cachorrinha Princesa. No passado, antes mesmo de descobrir a doença, já demonstrava ser uma guerreira. Em outubro de 2009, aos 5 anos, gritou forte por socorro e chamou a atenção de trabalhadores de uma obra para salvar o avô de um incêndio na casa em que moravam. E o futuro, Maria Clara sabe exatamente como vai ser:

– Eu quero fazer a escola militar, vestibular, faculdade e ser uma grande doutora. Quero ajudar crianças que tem o mesmo problema que eu e problemas mais sérios também. Eu pediria que me ajudassem para conseguir fazer a cirurgia e, se Deus me curar, vou doar (o dinheiro) para outra criança que tem a mesmo problema que eu – falou Maria Clara.

 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMRenato Mirailh: há mais de 30 anos nos palcos santa-marienses https://t.co/EJW8pNL2sF https://t.co/Gj4SKJPLNphá 1 diaRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMAssaltantes amarram casal de agricultores e fogem levando dinheiro e um carro https://t.co/bp0ydKBG8p https://t.co/A7KW3xj4gOhá 1 diaRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros