Preso suspeito de ter matado homem com 16 facadas em Santa Maria - Diário de Santa Maria

Versão mobile

53º homicídio26/01/2017 | 14h33Atualizada em 26/01/2017 | 16h42

Preso suspeito de ter matado homem com 16 facadas em Santa Maria

Jerison Patrick Ferreira de Castro, 21 anos, estava foragido desde novembro do ano passado

Preso suspeito de ter matado homem com 16 facadas em Santa Maria Brigada Militar/Divulgação
Jerison Patrick Ferreira de Castro, 21 anos, foi preso na Avenida Walter Jobim Foto: Brigada Militar / Divulgação
Dandara Flores Aranguiz
Dandara Flores Aranguiz

dandara.aranguiz@diariosm.com.br

A Brigada Militar (BM) prendeu, na tarde de terça-feira, um dos suspeitos acusados pela morte de Luciano da Rosa, 30 anos, em 13 de novembro de 2016, na Vila Lídia, bairro Noal, na região centro-oeste de Santa Maria. 

"Foi no calor do momento", diz suspeito de matar homem com 16 facadas em Santa Maria

Jerison Patrick Ferreira de Castro, 21 anos, foi preso na Avenida Walter Jobim. Ele e o irmão, Maicon Cristiano Ferreira de Castro, 32, já haviam sido indiciados por homicídio triplamente qualificado. O mais velho, Maicon, foi preso em flagrante no dia do crime e está na Penitenciária Estadual de Santa Maria (Pesm) desde então.

Suspeito de matar homem com 16 facadas em Santa Maria é preso

Já o mais novo, Jerison, chegou a se apresentar na Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) dois dias após o crime, alegando legítima defesa. Mas como já havia passado o período para o flagrante, ele não foi preso. Uma semana depois, a DPHPP concluiu o inquérito, e os irmãos suspeitos pela morte de Luciano foram indiciados. Ele estava foragido desde então.

O jovem foi indiciado por homicídio triplamente qualificado por motivo fútil, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima. 

O caso

Luciano foi morto na frente da casa dos irmãos, na Rua H, por volta das 20h30min daquele dia. A vítima teria ido até o local, onde começou a brigar com os dois. Luciano foi atingido por 16 facadas. Maicon também ficou ferido, foi socorrido, levado ao Pronto-Atendimento do Patronato e, depois, preso em flagrante. 

Jerison fugiu. Dois dias depois, ele se apresentou na DPHPP e alegou legítima defesa. Ele inocentou o irmão mais velho e disse que tudo começou por uma briga que ele, Jerison, teve com a vítima há cerca de um ano.

Conforme Jerison, Maicon tentou tirar a faca de Luciano quando foi atingido. Jerison, então, interveio, desarmou a vítima e desferiu os golpes. Na época, questionado sobre a quantidade de facadas pela reportagem do Diário no dia em que prestou depoimento, ele disse que "foi no calor do momento". Esse foi o 53º homicídio de 2016.

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMComo seguir os passos do seu vereador sem sair de casa https://t.co/yeYQKXXVAb https://t.co/TWKG77v3dOhá 49 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMDono da melhor campanha na Divisão de Acesso: conheça o São Luiz, rival do Inter-SM pela vaga ao Gauchão… https://t.co/EtMbHaiW4khá 1 horaRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros