Dono de construtora diz que muro em calçada não está irregular  - Diário de Santa Maria

Versão mobile

Passeio público10/01/2017 | 17h06Atualizada em 10/01/2017 | 17h06

Dono de construtora diz que muro em calçada não está irregular 

Ele afirma estar de acordo com as normas da prefeitura 

Dono de construtora diz que muro em calçada não está irregular  Maiara Bersch/Agencia RBS
Foto: Maiara Bersch / Agencia RBS

Um muro construído bem no meio da calçada, no trecho entre as ruas Appel e Visconde de Pelotas, tem causado espanto nos moradores da região. Mas para João Carlos Franciscatto, não há nada de errado com a obra.

Dono da JC Franciscatto Engenharia Limitada, empresa que fará a obra e dona do terreno, ele garante estar dentro das normas de construção civil da prefeitura.

– Não é um muro, trata-se de um tapume de alvenaria, próprio para grandes construções. Por ser uma obra grande (residencial), que deve durar quatro anos, se adota este tipo de estrutura – afirma. 

Franciscatto ainda destaca que a prefeitura exige que o espaço pra passeio público seja de um metro.

– A calçada tem cerca de 2m60cm. Nós deixamos 1m30cm para passeio público. Tudo de acordo, sem transtornos. Com a obra pronta, tudo volta ao normal. Não vamos nos apropriar da calçada – enfatiza.

Tem buraco na sua rua? O lixeiro não passou? Saiba a quem pedir ajuda

Em 26 anos de atuação na engenharia, esta é a primeira vez que Franciscato foi notificado pela prefeitura.  

O superintendente do Setor de Fiscalização do município, Tiago Candaten, afirmou que a prefeitura tem uma licenças própria para tapumes, concedida pela superintendência de análise de projetos. Mas, segundo ele, Franciscato só pediu autorização para construção de tapume de alvenaria na manhã desta terça-feira

– Como ele já foi notificado, terá o prazo de 10 dias para regularizar essa situação, caso contrário terá que demolir o muro – afirma Candaten. 

O superintendente acrescenta que os tapumes, na maioria feito em compensado de madeira ou com suportes de ferro, servem como uma proteção, pois mantêm dejetos, areia, britas e equipamentos longe do alcance dos pedestres. Outro motivo é a segurança, tendo em vista que para a construção de grande porte, as construtoras realizam escavações.   

 A Superintendência de Análise de Projetos está averiguando o caso e, dentro de alguns dias, deve dizer se autoriza a licença do tapume de alvenaria em função do tempo da obra, ou se solicitará a remoção da estrutura.

 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMVÍDEO: Conheça Feijão e Amendoim, os famosos cães comunitários do Parque Itaimbé https://t.co/qOnoVahc6s #meupetépop https://t.co/jCPttn6kzFhá 11 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMRT @pedrohpavan: Anderson Daronco é escalado para penúltima rodada das Eliminatórias da Copa: https://t.co/D2cKKOzHFg @diariosm https://t.c…há 1 diaRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros