Alunos são impedidos de se matricular após reclamação em rede social em Santa Maria - Diário de Santa Maria

Versão mobile

Educação10/01/2017 | 13h01Atualizada em 10/01/2017 | 15h43

Alunos são impedidos de se matricular após reclamação em rede social em Santa Maria

Fisma abriu uma sindicância para investigar os estudantes

Alunos são impedidos de se matricular após reclamação em rede social em Santa Maria Fernando Ramos/Agencia RBS
Foto: Fernando Ramos / Agencia RBS
Pâmela Rubin Matge
Pâmela Rubin Matge

pamela.matge@diariosm.com.br

Nove alunos da Faculdade Integrada de Santa Maria (Fisma) foram impedidos de realizarem a matrícula após terem reclamado da instituição em seus perfis do Facebook.

Os estudantes receberam um documento por e-mail que solicitava uma apuração de medida disciplinar, além da solicitação da documentação para manutenção de benefícios acadêmicos. 

Prefeito de Santa Maria sanciona o primeiro projeto de lei do mandato

Carlita Borba, 55 anos é aluna do curso de Psicologia. Seu vínculo é pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Ela alega que as informações solicitadas pela direção, através do e-mail não estavam claras e que seus documentos estavam regulares e devidamente entregues. Carlita, que não pode fazer a matrícula, atribui o motivo a um post no Facebook que fez em novembro do ano passado. Nele, relatava indignação em relação à Fisma por dispensar professores no final do semestre, sem dar explicação aos alunos. A estudante teme perder o benefício acadêmico:

– Mandaram o e-mail e só puseram um número de um processo. Os documentos do Fies eu entreguei todos. Vejo isso como uma retaliação a meu post e aos que curtiram ou compartilharam. Fico triste por mim e pelos colegas que nada tinham a ver. Minha filha ligou para lá e confirmaram que era por causa do Facebook.

Segundo o diretor geral da Fisma, Ailo Valmir Saccol, a instituição abriu dois processos administrativos. Um que diz respeito aos comentários de alunos na redes sociais e, outro, que pede atualização de documentações de programas como Fies e Prouni. Os documentos não foram disponibilizados ao Diário.

Muro construído no meio da calçada intriga moradores em Santa Maria

 A instituição também abriu uma sindicância composta por uma comissão integrada por acadêmicos, professores e pessoas da comunidade. Conforme Saccol, os estudantes que tiveram a matrícula temporariamente e preventivamente cancelada terão dez dias para apresentarem suas defesas. Já a matrícula poderá ser realizada até o dia 20 de fevereiro.

– Foram proferidos comentários públicos no Facebook que desqualificam pessoas e com ofensas à instituição, professores e coordenadores. Estamos com processo administrativo que já passou pela nossa assessoria jurídica. Se não forem atendidas as solicitações que constam no regimento da instituição, poderá haver penalizações como um processo judicial por calúnia e a exclusão desses alunos da Fisma.


 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMJovem que ficou ferida em acidente precisa de doação de sangue https://t.co/ZdQDmYfAE5 https://t.co/6601yaf1T7há 11 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMConheça o médico carioca que virou santa-mariense de coração e chegou a vereador https://t.co/zlJHRVGaqQ https://t.co/Q0pBmZXRN4há 12 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros