Prefeitura de Pinhal Grande planeja fechar temporariamente posto de saúde após ameaças a servidores - Diário de Santa Maria

Investigação01/12/2016 | 10h10Atualizada em 01/12/2016 | 10h28

Prefeitura de Pinhal Grande planeja fechar temporariamente posto de saúde após ameaças a servidores

Buscas a Ariosto da Rosa, suspeito de assassinar quatro pessoas a tiros no município, foram retomadas na manhã desta quinta-feira

Prefeitura de Pinhal Grande planeja fechar temporariamente posto de saúde após ameaças a servidores Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução

A prefeitura de Pinhal Grande planeja fechar o posto de saúde do município depois que um médico e uma enfermeira teriam sido ameaçados por Ariosto da Rosa, 41 anos, suspeito de ter assassinado quatro pessoas a tiros na última terça-feira.

Suspeito da chacina de Pinhal Grande já tinha sido preso por tentar matar ex-namorada

Conforme relato dos servidores à Polícia Civil, o suspeito teria dito à esposa que tanto o médico quanto a enfermeira estavam "na lista" dele. A motivação seria porque o médico é quem teria sido o responsável pela avaliação do corpo de Bianca Moraes de Salles, 16 anos, e atestado que possivelmente ela foi abusada antes de ser executada com um tiro na cabeça.

Diante da situação de pânico que surgiu entre os servidores que trabalham no posto, o prefeito Selmar Durigon (PT) já determinou que ele funcione de portas fechadas.

Busca ao suspeito da chacina de Pinhal Grande seguiu na madrugada

– Solicitei à Brigada Militar que, se possível, coloque um policial para fazer a segurança do posto enquanto ele (o suspeito) não for localizado. Caso não seja viabilizado, o que é provável devido à falta de efetivo que o regimento enfrenta, ele será fechado. É uma medida temporária para garantir a segurança de todos – relata.

O delegado José dos Santos Araújo, titular da delegacia em Pinhal Grande e responsável pela investigação, diz que na tarde de quarta-feira o suspeito entrou em contato por telefone com a esposa, e que teria sido durante essas conversas que os servidores foram ameaçados.

Quem são as vítimas da chacina que chocou Pinhal Grande

– Não posso dizer mais do que isso porque a investigação ainda está em curso – afirma o delegado.

O suspeito não entrou mais em contato com a esposa depois disso. A Polícia Civil acredita que ele tenha ficado sem bateria no telefone.

Sensação de medo

O prefeito Durigon disse que, por conta da situação de medo que acometeu a cidade, as aulas nas sete escolas do município (uma estadual e seis municipais) estão suspensas por tempo indeterminado. São pelo menos 900 alunos sem aula.

Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 60% da população de Pinhal Grande vive no interior, o que, segundo o prefeito, faz com que a sensação de insegurança cresça.

Uma cidade consternada: como ocorreu a chacina de Pinhal Grande

– A maior parte dos habitantes vive em propriedades rurais no interior, que ficam muito distantes umas das outras. O que impediria esse criminoso de atacar mais uma vez e fugir? As pessoas estão até com medo de transitar pelas estradas porque acreditam que ele pode surgir a qualquer momento – diz Durigon.

Buscas retomadas

Foto: Diego Klein / Batalhão de Aviação da Brigada Militar

Às 6h desta quinta-feira, as equipes envolvidas na busca pelo suspeito retomaram o trabalho. São policiais do 1º Regimento de Polícia Montada (1º RPMon) de Agudo, Júlio de Castilhos, Santa Maria e Pinhal Grande, 2º Batalhão de Operações Especiais (2º BOE) e Polícia Civil com viaturas, cães farejadores e um helicóptero do Batalhão de Aviação da BM de Porto Alegre.

Suspeito da chacina de Pinhal Grande já tinha sido preso por tentar matar ex-namorada

O delegado afirma que o número do efetivo envolvido deve chegar a pouco mais de 40. Acredita-se que o suspeito esteja em uma região montanhosa de difícil acesso no interior de Pinhal Grande, conhecida como Rincão dos Basílios, onde os crimes ocorreram. O perímetro de busca está limitado à essa região.

– Ontem (quarta) a região foi sobrevoada, mas não foi possível se aproximar muito por conta do vento. Questão de segurança. Hoje (quinta) a situação está melhor. Existe a vontade de pousar na região para fazer as buscas – relata o delegado.

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMSuspeito de integrar movimento neonazista é preso em Cruz Alta https://t.co/HlPiwvvtk9 https://t.co/EtWLEXWtgEhá 13 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMEstudantes começam a desocupar prédios da UFSM https://t.co/fHTMnU4nv0 https://t.co/uC8MlLQBGhhá 13 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros