Após confronto com a BM na Capital, professores protestam em Santa Maria - Diário de Santa Maria

Versão mobile

Educação20/12/2016 | 11h17Atualizada em 20/12/2016 | 11h17

Após confronto com a BM na Capital, professores protestam em Santa Maria

Mais de 200 manifestantes estão em frente à 8ª CRE. Trânsito na Presidente Vargas está bloqueado parcialmente

Mais de 200 professores ligados ao 2º Núcleo do Sindicato dos Professores Estaduais de Santa Maria (Cpers) protestam em frente à 8ª Coordenadoria Regional de Educação (8ª CRE) na manhã desta terça-feira.

Após 13 horas, deputados aprovam apenas três projetos de Sartori

Conforme o vice-diretor do 2º Núcleo do Cpers, Dartagnan Agostini, a manifestação é em solidariedade "a todos aqueles que foram agredidos pela Brigada Militar" durante o protesto onde houve, pelo menos, três confrontos em frente à Assembleia Legislativa em Porto Alegre na segunda-feira.

Servidores unificam mobilizações contra o pacote de Sartori 

– O protesto também é contra a votação do pacote de ajuste fiscal proposto pelo governo Sartori, além do fechamento de escolas, turmas e extinção da Escola para Jovens e Adultos (EJA) em algumas instituições – diz.

Agentes penitenciários entram em greve e restringem visitas no RS

Em entrevista à Rádio Gaúcha nesta terça-feira, o comandante-geral da Brigada Militar (BM), coronel Alfeu Freitas, afirmou que os responsáveis pelos confrontos na Praça da Matriz, na Capital, não eram servidores públicos que acompanhavam a votação. Segundo ele, a "maioria das pessoas que depredou prédios, ateou fogo em contêiner, derrubou grades, atirou pedras contra jornalistas e contra policiais" já foi vista em outras manifestações.

A manifestação em Santa Maria começou às 9h30min e há bloqueio parcial do trânsito na Avenida Presidente Vargas. A liberação do tráfego é feita de tempos em tempos.

Escolas fechadas

Conforme a 8ª CRE, quatro escolas vão fechar nos municípios de Ivorá, Júlio de Castilhos e Vila Nova do Sul a partir de 2017 devido à evasão escolar. Em Santa Maria, já foi anunciado que uma escola vai funcionar em turno único.

Quando questionada sobre se o fator econômico foi decisivo na tomada de decisão sobre o fechamento de instituições ou extinção de turnos, a coordenadora da 8ª CRE, Simone Coradini, respondeu que ele foi uma variável considerada.

– A situação fez com que a gente fechasse escolas e extinguisse os turnos por uma questão de economia sim, mas com a proposta de um projeto pedagógico que atraia de volta para a sala de aula esse aluno que evadiu – explica Simone.

A proposta pedagógica ainda deve ser anunciada, bem como quais escolas passarão a funcionar com menos turnos e perderão o EJA.

O que foi proposto por Sartori

O pacote de ajuste fiscal prevê revisão dos benefícios fiscais, mudança no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da indústria, data de pagamento do 13° salário, folha dos servidores, nota fiscal gaúcha, saldo dos outros poderes (para evitar que os recursos do Fundo de Reforma do Estado sejam objeto de saque) e repasse dos duodécimos. Os detalhes podem ser conferidos aqui.

O pacote também busca a modernização da estrutura do Estado, com redução e fusão de secretarias, extinção de fundações, alteração e extinção de autarquias e companhias, que podem ser federalizadas ou privatizadas, e alteração nos benefícios concedidos aos servidores públicos.

A votação começou nesta segunda-feira, com três projetos aprovados. Ela continua nesta terça.

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMJovem é presa e adolescente é apreendida por tráfico de drogas https://t.co/d6VE4vDJiJ https://t.co/7kdVryxUK6há 11 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMHoje tem homenagem a Edmundo Cardoso e exibição de 10 curtas no Santa Maria Vídeo e Cinema https://t.co/eGRwLDXRZ5 https://t.co/0ROHP3qAqGhá 11 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros