Presídio Regional de Santa Maria instala detectores e Raio X para barrar entrada de celulares - Diário de Santa Maria

Sistema carcerário20/11/2016 | 21h03Atualizada em 20/11/2016 | 21h03

Presídio Regional de Santa Maria instala detectores e Raio X para barrar entrada de celulares

Expectativa é que os equipamentos reduzam acesso de presos aos aparelhos

Presídio Regional de Santa Maria instala detectores e Raio X para barrar entrada de celulares Germano Rorato/Agencia RBS
Scanner é herança da Olimpíada do Rio de Janeiro e foi colocado na sala de revista do presídio Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

Quem entrou no complexo do Presídio Regional de Santa Maria e no Instituto Penal, no bairro Medianeira, nos últimos dias, teve que passar por um processo de revista diferente. Os locais passaram a ter portais detectores de metais e scanners (Raio X). Os equipamentos representam um importante reforço na segurança das casas prisionais que, até então, contavam somente com a revista pessoal feita pelos agentes penitenciários.

Está faltando material de limpeza nas cadeias de Santa Maria

Os aparelhos estão operando desde o último dia 14 e devem contribuir para reduzir o acesso dos presos a celulares e a armas que possivelmente ingressavam na cadeia ou por meio das visitas ou escondidas entre os pertences dos detentos durante os retornos e transferências.

Os equipamentos são heranças da Olimpíada do Rio de Janeiro e foram doados à Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe). O presídio, onde ficam a ala feminina e os presos do regime semiaberto sem carta de emprego, que já tinha um scanner recebido após a Copa do Mundo, recebeu um novo aparelho, mais moderno, e três portais detectores de metal. Nos últimos três meses, foram apreendidos com os detentos do presídio, durante as revistas nas celas, 18 celulares, três estoques (armas artesanais feitas com ferro ou outros materiais cortantes) e duas porções de maconha.

Tendência é que número de homicídios continue crescendo em Santa Maria

– Era uma reivindicação de muito tempo. Inibe bastante a entrada de materiais, metais, drogas. Todas as pessoas que circulam pelo presídio passam pelos portais e o scanner é usado para verificar bolsas e potes trazidos pelas visitas e pertences dos presos – explica o diretor do presídio Aldenir Batista.

Presídio (foto) recebeu três portais detectores de metais. Um quarto equipamento foi instalado  no Instituto Penal Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

Um quarto portal destinado à cidade foi encaminhado ao Instituto Penal, que abriga detentos do regime semiaberto e aberto. Na Penitenciária Estadual (Pesm), onde ficam os detentos do regime fechado, a revista é feita por meio de detectores de metal (portais e aparelhos manuais) e scanner desde o ano passado. No total, são sete equipamentos. Eles ficam na sala de revista. A direção da penitenciária espera receber mais equipamentos, destes usados nos jogos olímpicos, que deverão ser instalados nos dois módulos da cadeia.

Suspeito de contrabando é preso em Santa Maria com carga de cigarros avaliada em R$ 50 mil

O problema é que mesmo com a adoção da tecnologia, os presos encontram maneiras de continuar tendo tendo acesso a celulares e drogas. Tanto na Pesm, que fica em uma área aberta no distrito de Santo Antão, quanto no complexo do Presídio Regional e Instituto Penal, que ficam na área urbana, a forma de entrada de objetos e drogas tem sido o arremesso, ou seja, pessoas de fora da cadeia que se aproximam e jogam os materiais para dentro dos pátios.

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMConfira as vagas de empregos do Sine para segunda-feira em Santa Maria https://t.co/keWO2QnuTn https://t.co/eGx5HrXDVkhá 8 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSM34 coisas para fazer em Santa Maria e região neste final de semana https://t.co/c11n0S8KbU https://t.co/9o1wex3ugUhá 9 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros