PF investiga manifestantes que protestavam mascarados e empunhavam simulacros de fuzis - Diário de Santa Maria

Santa Maria24/11/2016 | 15h26Atualizada em 25/11/2016 | 20h52

PF investiga manifestantes que protestavam mascarados e empunhavam simulacros de fuzis

Grupo causou medo em quem se dirigia à UFSM na manhã desta quinta-feira

PF investiga manifestantes que protestavam mascarados e empunhavam simulacros de fuzis Arquivo Pessoal/Divulgação
Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação

A Polícia Federal (PF) investiga manifestantes que protestaram mascarados e empunhavam simulacros de fuzis junto ao acesso pela Faixa Nova de Camobi à Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) na manhã desta quinta-feira.

Estudantes protestam na rotatória da UFSM

Em fotos enviadas ao Diário por leitores, e vídeos que foram publicados no Facebook, é possível ver pessoas em pernas de pau, mascaradas e empunhando as armas falsas. Quem se dirigia à UFSM entrou em contato com o Diário relatando medo por conta da situação, já que eles estariam caminhando próximo dos carros que estavam na rodovia, e, de longe, não conseguiam ver se as armas que carregavam eram verdadeiras ou falsas.

Situação essa que fez com que tanto a população, quanto a Polícia Rodoviária Federal (PRF), acionassem a PF, que encaminhou uma equipe do setor de inteligência ao local. De acordo com o delegado Getúlio de Vargas, um inquérito deve ser instaurado para investigar o caso.

Fluxo é liberado no acesso à UFSM

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o trânsito permaneceu completamente bloqueado por mais 1h30min no trecho. A PRF tentou negociar a desobstrução da via com os manifestantes durante esse tempo, mas recebeu negativas até o momento em que eles deixaram a rotatória e foram até o arco de entrada da UFSM. Durante o bloqueio no trânsito, até mesmo ambulâncias foram impedidas de passar. Policiais rodoviários relataram que receberam ligações de médicos do Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) preocupados com a situação, e também de ter sido necessário viabilizar outro acesso para pessoas que passaram mal.

UFSM e reitor viram réus em processo que pede desocupação dos prédios

Entre os manifestantes, havia estudantes, professores e servidores técnico-administrativos. Em contato com os sindicatos, foi informado ao Diário que integrantes dos comitês de greve estavam na manifestação, mas que os sindicatos não estavam oficialmente representados. Ainda, dizem que não foi impedida a passagem de ambulâncias, por exemplo.

O protesto, em síntese, era contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55 e outras medidas do Governo Federal que reduziriam o investimento na Educação.

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMUFSM abre concurso para professor do Magistério em Santa Maria https://t.co/Vkep7DEYOT https://t.co/0wcMVcwKCNhá 19 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMUnifra divulga lista dos aprovados no vestibular de verão https://t.co/J6BjeNK1wH https://t.co/NWdLGjWcajhá 39 minutosRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros