Ocupações impedem realização das aulas em pelo menos 24 cursos da UFSM - Diário de Santa Maria

Educação17/11/2016 | 08h24Atualizada em 17/11/2016 | 08h53

Ocupações impedem realização das aulas em pelo menos 24 cursos da UFSM

Reitoria prevê reunião nesta quinta para negociar desocupações

Ocupações impedem realização das aulas em pelo menos 24 cursos da UFSM 2016,santa maria,ufsm,universidade federal de santa maria,pec 55,pec 241,ocupações,educação/Agencia RBS
Acesso de estudantes e professores não foi permitido ao prédio do Centro de Ciências Naturais e Exatas (CCNE) Foto: 2016,santa maria,ufsm,universidade federal de santa maria,pec 55,pec 241,ocupações,educação / Agencia RBS

As ocupações de oito prédios de diferentes áreas de ensino da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) impediram a realização das aulas em pelo menos 24 cursos de graduação (saiba quais abaixo). O único prédio ocupado, o nono da instituição, onde há aulas é o da Antiga Reitoria, onde a ocupação aconteceu justamente para que elas fossem mantidas.

Estudantes da UFSM ocupam mais um prédio em protesto contra a PEC 55

De acordo com o reitor Paulo Burmann, uma comissão foi criada para tentar negociar a desocupação dos prédios. Devem ser integrantes, além da diretoria, um represente de cada um dos prédios ocupados e professores. Conforme Burmann, a intenção é resolver o problema sem que haja tensão. Ele descarta a possibilidade de reintegração de posse.

– Nós já estivemos nos prédios em outra oportunidade, mas foi para ver como estavam acontecendo as ocupações. Não tentamos dar início a negociações naquele momento. Isso vai começar a partir de agora – relata o reitor Burmann.

Em sete dias, UFSM tem oito prédios ocupados em protesto contra a PEC 55

A assessoria de comunicação da UFSM divulgou que nesta quinta-feira, às 8h30min, ocorrerá uma reunião do conselho, onde devem se fazer presentes diretores de ensino, chefes de departamento, professores, alunos e a direção da reitoria.

Serviços prestados à comunidade são mantidos

Jeferson Câmara, 37 anos, e seu filho, Gabriel, 6, foram bem-atendidos Foto: 2016,santa maria,ufsm,universidade federal de santa maria,pec 55,pec 241,ocupações,educação / Agencia RBS

A ocupação do prédio de Apoio Didático-Comunitário impediu a realização de aulas da graduação, mas não a prestação dos serviços à comunidade, como, por exemplo, os de fonoaudiologia dentro dos projetos de extensão.

A professora Eliara Biaggio, vice-chefe do departamento de fonoaudiologia, afirma que os atendimentos ocorreram normalmente apesar das ocupações.

– Os alunos permaneceram no local, mas não impediram a entrada dos professores que fazem a supervisão de alunos, dos alunos e dos pacientes. Todos foram tratados com respeito – afirma Eliara.

PF ouviu estudantes suspeitos de fazer ameaças a integrantes de ocupações

Quem foi atendido na manhã desta quarta reitera o que ela disse. O metalúrgico Jeferson Câmara, 37 anos, levou o filho, Gabriel, 6, para o atendimento e a única coisa que estranhou foi a dinâmica diferente para acesso ao prédio. Fora isso, "foi como das outras vezes".

– Ele tem síndrome de down e o atendimento precisa sem contínuo para que ele consiga falar melhor. Caso fosse suspenso, ia ser difícil. Mas está normal – diz Câmara.

As aulas dos pré-vestibulares populares também foram mantidas. A ocupação é feita por alunos do Direito, Economia e Relações Internacionais.

DCE da UFSM questiona teor da assembleia realizada na quinta-feira

O professor Renésio Grehs, coordenador do curso de Odontologia, conta que havia receio em relação as ocupações devido à possibilidade de que a prestação de serviços à comunidade tivesse de ser suspensa. Ela ocorre a partir do prédio da Antiga Reitoria.

– É preciso um tratamento continuo, e a suspensão causaria um grande prejuízo ao paciente – explica.

As aulas foram mantidas no prédio porque alunos dos cursos de Ciências Contábeis, Administração e Economia lhe mantiveram ocupado desde a última sexta-feira.

Opinião divergente quanto as ocupações

Ao Centro de Ciências Naturais e Exatas (CCNE) o acesso de alunos e professores não foi permitido pelos ocupantes Foto: 2016,santa maria,ufsm,universidade federal de santa maria,pec 55,pec 241,ocupações,educação / Agencia RBS

Ao prédio do Centro de Ciências Naturais e Exatas (CCNE), os ocupantes não permitiram o acesso de alunos e professores. A medida resultou no desconforto de alguns professores que tiveram que, literalmente, aguardar sentados na esperança de que a entrada fosse viabilizada. Em outros docentes, o desconforto se tornou irritação.

Milhares participam de assembleia para decidir se UFSM será ocupada pelos estudantes

O professor do departamento de física Paulo Cesar Piquini chegou para tratar e foi impedido de entrar no prédio por dois alunos. Irritado, ele disse aos alunos que eles não poderiam impedir o acesso seja de professores que queriam dar aula ou de alunos que desejam assisti-las. Por fim, mencionou ser sem sentido "alunos entrarem em greve".

Pensa diferente a professora Helenise Antunes, diretora do Centro de Educação (CE), que também está ocupado. As aulas foram suspensas, mas, segundo ela, os professores apoiam as ocupações.

– A PEC 55 vai congelar por 20 anos investimentos na Educação e na Saúde. Não podemos permanecer parados e por isso apoiamos a ação dos alunos – afirma Helenise.

Estudantes ocupam outros três prédios da UFSM em protesto contra a PEC 55  

Há, também, casos de alunos que já tiveram a data de apresentação dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) remarcadas mais de uma vez.

Pós-graduação busca alternativas

Aulas da odontologia foram mantidas por conta de estudantes que ocuparam o prédio para garanti-las Foto: 2016,santa maria,ufsm,universidade federal de santa maria,pec 55,pec 241,ocupações,educação / Agencia RBS

O professor Wanderlei José Ghilardi, vice-diretor do Centro de Ciências Sociais e Humanas (CCSH), disse o setor administrativo do prédio funciona normalmente, mas alguns professores da pós-graduação só tiveram acesso para retirar materiais. Na manhã desta quarta, docentes se reuniram no prédio da Antiga Reitoria para discutir alternativas. Por enquanto, os professores trabalham a partir de lá.

– O calendário acadêmico da graduação é diferente do da pós-graduação. Um responde à reitoria e outro ao Ministério da Educação. Há prazos que precisamos respeitar fielmente, já que há profissionais com bolsas. Os ocupantes foram compreensivos com relação a isso – diz Ghilardi.

No CE, a pós-graduação realizou aulas por meio da internet e até mesmo públicas, ao ar livre. No Centro de Artes e Letras (CAL), os ocupantes disseram que ¿nenhuma atividade que tenha avaliação está sendo feita¿. Eles disseram que a mobilização se posiciona somente por meio de notas divulgadas no Facebook.

Em contato com o pró-reitor de pós-graduação, professor José Fernando Schlosser, ele disse que, por instrução da reitoria, não poderia se manifestar junto à imprensa em relação a questões institucionais.

Os prédios ocupados e alunos de quais cursos que ocupam
Curso de Arquitetura e Urbanismo (CAU), 30
Arquitetura e Urbanismo

>> Centro de Ciências Sociais e Humanas (CCSH), 74-A e 74-C
Comunicação Social
Psicologia
História
Ciências Sociais
Filosofia

>> Centro de Artes e Letras (CAL)
Artes Cênicas
Artes Visuais
Desenho Industrial
Música
Dança

>> Centro de Ciências Naturais e Exatas (CCNE), 13 e 16-A
Física
Matemática
Química
Geografia
Biologia

>> Centro de Educação (CE), 16 e 16-B
Biologia
Letras
Educação Especial
Pedagogia

>> Prédio de Geociências, 17
Curso de Geografia

>> Prédio de Apoio Didático-Comunitário
Direito
Economia
Relações Internacionais
Cursos pré-universitários

>> Centro de Ciências Sociais (CCS)
Terapia Ocupacional
Fisioterapia

Aulas mantidas
Demais prédios

Cursos afetados
Geografia
Comunicação Social
Serviço Social
Psicologia
História
Ciências Naturais
Filosofia
Artes Cênicas
Artes Visual
Desenho Industrial
Música
Dança
Biologia
Letras
Educação Especial
Pedagogia
Arquitetura
Economia
Relações Internacionais
Física
Matemática
Química
Terapia Ocupacional
Fisioterapia

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMUFSM abre concurso para professor do Magistério em Santa Maria https://t.co/Vkep7DEYOT https://t.co/0wcMVcwKCNhá 19 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMUnifra divulga lista dos aprovados no vestibular de verão https://t.co/J6BjeNK1wH https://t.co/NWdLGjWcajhá 39 minutosRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros