Músico santa-mariense receberá indenização milionária de dupla sertaneja  - Diário de Santa Maria

Justiça29/11/2016 | 20h05Atualizada em 29/11/2016 | 20h05

Músico santa-mariense receberá indenização milionária de dupla sertaneja 

Ex-funcionário de Zezé e Luciano fez acordo e levará R$ 1,7 milhão 

Músico santa-mariense receberá indenização milionária de dupla sertaneja  Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução / Facebook

A dupla sertaneja Zezé di Camargo e Luciano foi condenada pela 2ª Vara do Trabalho de Santa Maria a pagar R$ 2,6 milhões ao músico santa-mariense Elias Flores Rezende, 49 anos, que era sanfoneiro da dupla. A decisão é do último dia 4. Contudo, o valor acabou sofrendo alteração e ficou em R$ 1,7 milhão – graças a um entendimento entre as partes. 

Zezé di Camargo e Luciano são condenados a pagar indenização milionária a ex-funcionário

O processo judicial, que se arrastava desde 2010, foi movido por Rezende porque, ainda em 2007, ele sofreu um acidente quando viajava no ônibus da dupla, em uma estrada de Uberlândia (MG), após uma apresentação. Rezende trabalhou de 2004 a 2007 para a dupla.

No acidente, Elias teve traumatismo craniano e perdeu a audição do ouvido direito. O processo judicial se arrastava desde 2010. À época, alegou que, após o ocorrido, foi demitido e não teve acesso a seus direitos, como carteira assinada, férias e 13º salário, relatou o músico.

– Somando acidente e processo são quase 10 anos de idas e vindas. Mas o importante é que se buscou um entendimento entre as partes. O acordo se mostrou razoável, o que ficou bom para todos – disse Rezende.

Ele conta que, além de ter perdido completamente a audição do ouvido direito, ainda tem problemas de coluna em decorrência do acidente. 

– As sequelas ficam e me acompanharão para o resto da vida. Tenho, hoje, apenas um ouvido. Pensa bem, como que alguém com tamanha limitação vai ser contratado para trabalhar? – diz o músico.

Vida que segue

O músico conta que, desde que sofreu o acidente, e sem a possibilidade de retornar ao mercado de trabalho para exercer sua função como sanfoneiro, socorreu-se no conhecimento de música.

– Hoje, eu dou aula de acordeão pra garantir um mínimo de renda. 

O sanfoneiro já havia vencido em primeira instância, mas a dupla recorreu. Agora, com o entendimento entre as partes, o processo chega ao fim.

 

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMCidades da Região Central terão sistemas de videomonitoramento https://t.co/nquZhDgJh2 https://t.co/3azEfTYilyhá 40 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMLista dos aprovados no vestibular da Unifra será divulgada nesta quarta-feira https://t.co/jbTK4FgCZa https://t.co/TxeAwWlNOphá 1 horaRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros