Felino visto em clube de Santa Maria não oferece risco às pessoas, afirma Ibama - Diário de Santa Maria

Versão mobile

Flagrante11/11/2016 | 21h08Atualizada em 11/11/2016 | 21h08

Felino visto em clube de Santa Maria não oferece risco às pessoas, afirma Ibama

Animal de médio porte pode ser gato-maracajá, gato-do-mato ou até uma jaguatirica

Felino visto em clube de Santa Maria não oferece risco às pessoas, afirma Ibama Ricardo Guerra Kunz/Arquivo Pessoal
Associado do clube se surpreendeu com a aparição e fez vídeo (veja abaixo) Foto: Ricardo Guerra Kunz / Arquivo Pessoal

O felino de médio porte que foi filmado ao meio-dia do último domingo, na sede campestre do Clube Dores, pode ser um gato-maracajá ou gato-do-mato, que são maiores que gatos domésticos, segundo o Ibama e biólogos consultados pelo Diário. 

A identificação é difícil porque, nas imagens, não dá para ver detalhes do animal. Há uma possibilidade menor de ser uma jaguatirica, que é maior que o maracajá.

Heitor Peretti, analista ambiental do Ibama, diz que esses felinos são ariscos e não atacam adultos nem crianças, não havendo risco às pessoas. 

A orientação é não chegar perto, não dar comida nem maltratar o animal, até porque é crime. 

O Clube Dores diz que nunca houve incidentes com animais silvestres e que não há risco aos associados.

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSM1.766 candidatos disputam 30 vagas de emprego em loja de Santa Maria https://t.co/IMQlBoyV3O https://t.co/3H1upYXuvzhá 1 horaRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMMorre o médico e professor João Eduardo Oliveira Irion https://t.co/YYFqLLEm4y https://t.co/g0t5RvRMJjhá 1 horaRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros