Estudantes ocupam outros três prédios da UFSM em protesto contra a PEC 55   - Diário de Santa Maria

Ocupações10/11/2016 | 12h05Atualizada em 11/11/2016 | 15h51

Estudantes ocupam outros três prédios da UFSM em protesto contra a PEC 55  

Pelo menos seis locais são palco de mobilizações dos alunos  

Estudantes ocupam outros três prédios da UFSM em protesto contra a PEC 55   Ocupa CAL/Diculgação Facebook
Foto: Ocupa CAL / Diculgação Facebook

Mais três prédios da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) foram ocupados por estudantes na noite de quarta-feira, em protesto contra a PEC 55. Além do prédio 17 do campus de Camobi, que foi ocupado na terça-feira, e dos prédios 74A e 74C do Centro de Ciências Sociais e Humanas (CCSH), ocupados na tarde de quarta-feira por centenas de alunos, o Centro de Artes e Letras (CAL) e o prédio 16A e 16B do Centro de Educação (CE) também viraram palco da mobilização estudantil. 

Em nota pública divulgada na Fanpage OCUPA CE - UFSM, os estudantes dos cursos de Educação Especial e Pedagogia manifestaram apoio à greve dos professores e dos servidores da instituição. Os alunos manifestam, ainda, posicionamento contrário à PEC 55 (antiga PEC 241, que congela por 20 anos os gastos públicos em educação e saúde e que, na tarde de quarta-feira teve a proposta de emenda aprovada na Comissão de Constituição e Justiça do Senado), à Medida Provisória 746 (que propõe a reforma do Ensino Médio) e à reforma trabalhista do Governo Federal que tramita no Palácio do Planalto. 

Os estudantes informaram, também através da nota, que as atividades acadêmicas que deveriam ser realizadas no prédio 16B, anexo ao CE, estão suspensas, e que a decisão contou com o apoio da direção do centro, que esteve presente na assembleia realizada na quarta-feira. 

Também na quarta-feira, os estudantes de Biologia ocuparam um dos blocos do prédio principal do CE, o 16A. 

Também em nota divulgada através da página OCUPA CAL, no Facebook, os estudantes dos cursos de Artes Cênicas, Teatro, Música, Artes Visuais, Desenho Industrial, Letras e Dança informaram que a decisão pela ocupação foi tomada em assembleia, realizada na noite de quarta-feira. Os ocupantes optaram por não falar com a imprensa e se comunicar apenas através de notas. Além disso, ficou firmado que os professores que desejarem dar aulas aos alunos que ocupam o local podem fazê-la, desde que não haja registro de falta. Às 13h desta quinta, os estudantes devem fazer um comunicado oficial sobre a ocupação. 

No Facebook, a página Mobiliza UFSM concentra informações sobre atividades relacionadas às ocupações na instituição, bem como a divulgação de pedidos de doações de alimentos, cobertores, materiais de limpeza e higiene. 

Na tarde desta quinta-feira, às 17h, no Largo do Planetário, ocorre a Assembleia Geral dos Estudantes da UFSM

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMQuanto custa o sorvete na área central de Santa Maria https://t.co/Xfpfj2nX6p https://t.co/ccrGap9fsehá 5 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMPor que está difícil encontrar o suspeito de cometer chacina em Pinhal Grande https://t.co/Wz6zXMAcC2 https://t.co/0uBCRnNHkyhá 1 horaRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros