Encontro de carros antigos reúne mais de 500 expositores e 15 mil visitantes em Santa Maria  - Diário de Santa Maria

Automobilismo20/11/2016 | 18h31Atualizada em 20/11/2016 | 18h31

Encontro de carros antigos reúne mais de 500 expositores e 15 mil visitantes em Santa Maria 

Esse foi o 8º encontro feito na cidade desde que a Avasm foi fundada, em 1989

Encontro de carros antigos reúne mais de 500 expositores e 15 mil visitantes em Santa Maria  Germano Rorato/Agencia RBS
Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

O 8º Encontro de Veículos Antigos de Santa Maria reuniu mais de 500 entusiastas de possantes que foram lançados a partir da década de 1920. Pelo menos 15 mil visitantes passaram pelo Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) nos três dias do evento, entre a última sexta-feira e este domingo.

Evento reúne apaixonados por relíquias automotivas em Santa Maria

De acordo com o diretor geral da Avasm, Luiz Antonio Genro, os encontros ocorrem de dois em dois anos e são uma forma de os associados mostrarem suas coleções ao público e relembrar um pouco da história por meio dos carros antigos.

O carro mais antigo exposto é um Ford Modelo T, de 1917. O proprietário, José Carlesso, dentista de 36 anos, conta que ele foi lançado nos Estados Unidos e, na época, valia US$ 500. Hoje, diz que é difícil estimar quanto vale financeiramente, preferindo tratar essa questão falando em valor histórico.

José Carlesso, 36 anos, e seu Ford T, 1917 Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

– Ano que vem, o Ford T terá 100 anos. Por meio de alguns documentos que tivemos acesso, esse seria o carro antigo mais antigo no Estado hoje. É interessante, ao meu ver, ter na cidade um veículo que remeta a um período histórico tão distante – conta Carlesso.

A bateria do carro leva a marca de Thomas Edison. Os faróis são movidos à querosene. A chave que abre o porta-malas parece daquelas de portas antigas.

Em 10 horas, dois incêndios são registrados em Santa Maria

Ele tomou gosto pelos carros por influência do seu avô, Roberto da Luz, já falecido, que trabalhava com oficinas desde os 13 anos. Quando o neto já tinha idade, passou a acompanhar os consertos e as restaurações.

Outro entusiasta é o auditor fiscal da Receita Federal Carlos Schultz, 61 anos. Ele é dono de um Dodge Kingsway SW, ano 1950, e também de um Chevrolet Bel Air, de 1969, que estavam expostos no encontro.

Carlos Schultz, 61 anos, e seu Chevrolet Bel Air Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

– Há um gosto, um apego por esses carros que marcaram história. Por essa razão eu coleciono. Mas não só coleciono, como também ando com eles. É diferente. Há um entusiasmo, uma alegria – conta Schultz.

Ele começou a colecionar os veículos há mais de 20 anos e conta com pelo menos três carros antigos na garagem.

Tanto Schultz quanto Carlesso dizem que seus veículos passaram por processos de restauração, com eles mesmo pondo as mãos na massa, o que faz com que haja um apego às máquinas que "é difícil de explicar".

Confira as opções culturais para aproveitar a segunda em Santa Maria

Os encontros são montados como festivais, onde a trilha sonora é de época, há praça de alimentação, apresentações musicais e bancas que vendem lembranças relacionadas a produtos automobilísticos. No domingo, quando a reportagem esteve no Centro de Eventos, diversas famílias circulavam pelos pavilhões.

– É um momento de lazer. Foi bom sair de casa para vir para cá para ver os carros antigos, aproveitar o calor, o dia bonito. Fora que tem de tudo aqui, até praça de alimentação. Vale muito – Maria da Graça Kopp, 38 anos, que visitou junto ao marido e à filha.

A Avasm

Criada em 1989 pelo ferroviário Telmo Dolto de Menezes, a Avasm já conta com mais de 435 associados. Os encontros dos associados ocorrem sempre nos primeiros e terceiros domingos do mês. Nos primeiros, os associados se reúnem pela manhã, na Avenida Medianeira, junto ao estacionado do Supermercado Nacional. Nos terceiros, junto ao Planetário da UFSM.

Aguerrido do início ao fim, Soldiers perde no detalhe e dá adeus ao título da Liga Nacional

Os encontros regionais ocorrem de dois em dois anos e tinham como local o Centro Desportivo Municipal (CDM). No entanto, devido à necessidade de um espaço maior, passou a ocorrer no Centro de Eventos da UFSM.

O valor da entrada é de 1 kg de alimento não perecível. Ele será entregue à prefeitura, que fará a destinação para entidades assistenciais.

Garagem histórica

Ford modelo T, de 1917, EUA Foto: Germano Rorato / Agencia RBS
Porsche modelo 550 Spyder, de 1955, Brasil Foto: Germano Rorato / Agencia RBS
Ford modelo Phantom, de 1929, EUA Foto: Germano Rorato / Agencia RBS
Chevrolet modelo Ramona, de 1929, EUA Foto: Germano Rorato / Agencia RBS
Dodge modelo Kingsway SW, de 1950, EUA Foto: Germano Rorato / Agencia RBS
Chevrolet modelo Bel Air, de 1969, EUA Foto: Germano Rorato / Agencia RBS
 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMSuspeito de integrar movimento neonazista é preso em Cruz Alta https://t.co/HlPiwvvtk9 https://t.co/EtWLEXWtgEhá 13 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMEstudantes começam a desocupar prédios da UFSM https://t.co/fHTMnU4nv0 https://t.co/uC8MlLQBGhhá 13 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros