Caseiro preso acusado de assassinar jovem durante pescaria em São Pedro do Sul é solto - Diário de Santa Maria

Justiça10/11/2016 | 14h13Atualizada em 10/11/2016 | 14h13

Caseiro preso acusado de assassinar jovem durante pescaria em São Pedro do Sul é solto

Daniel Alves da Silva, 29 anos, foi morto no dia 16 de março

Acusado do assassinato de Daniel Alves da Silva, 29 anos, e preso desde o dia 22 de março, Evandir Peixoto do Nascimento, 51, recebeu da Justiça a liberdade provisória. Silva foi morto a tiros no dia 16 de março no interior de São Pedro do Sul e Nascimento era o caseiro da propriedade onde ele estava.

Homem morre após ser atingido por tiros enquanto pescava em São Pedro do Sul

Ele foi indiciado pela Polícia Civil por homicídio qualificado, recurso que impossibilitou a defesa da vítima, tentativa de homicídio e estava preso preventivamente no Presídio Regional de Jaguari. 

A investigação concluiu que Nascimento atirou contra Silva que, acompanhado de outras duas pessoas, pescava escondido em um açude na localidade de Ribeirão, interior de São Pedro do Sul.

De acordo com a Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe), o alvará de soltura de Nascimento foi expedido pela Justiça na última segunda-feira. Conforme a Justiça de São Pedro do Sul, responsável pela determinação, o "Ministério Público requereu a soltura e ela foi acolhida, pois não há mais ferimento à ordem pública".

BM recaptura detentos que fugiram do Presídio de São Vicente do Sul

O Diário tentou contato com o advogado de Nascimento, Alfredo Vila Nova, mas ele não atendeu às ligações.

A primeira audiência do caso será em dezembro.

O crime

Nascimento teria atirado duas vezes contra o trio antes do seu filho, que era um dos três, pedir para ele parar. Silva foi atingido no abdômen e braço esquerdo. Ele foi socorrido e encaminhado para atendimento médico, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O caseiro negou o crime à polícia. Na sua casa, durante o cumprimento do mandado de prisão, foi encontrada uma arma de caça que pode ser municiada com projéteis de diversos calibres. O suspeito afirmou que ela não funcionava, no entanto, ficou comprovado que ela funcionava. A perícia apontou que os tiros partiram da arma.

Polícia Civil prende em Porto Alegre suspeito de assassinato em Santa Maria

Durante depoimento, o filho do caseiro, 18, disse que os disparos tinham partido de uma pessoa que fugiu em um carro branco em direção a Toropi. Conforme o delegado Antônio Firmino de Freitas Neto, responsável pela investigação, ele mentiu. Uma testemunha apontou outra versão e a perícia apontou que a situação relatada pelo filho não era possível devido à posição dos ferimentos que Silva sofreu.

– Ele foi atingido no abdômen e no braço esquerdo. Eles estavam de frente para a casa, na beira do açude. Caso os tiros tivessem partido de onde el disse em depoimento, a vítima teria sido atingida no braço direito, e não onde foi – afirma o delegado Firmino.

O filho do caseiro foi indiciado por falso testemunho e favorecimento pessoal, pois teria inventado uma história para inocentar o pai.

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMMulher é assassinada na região oeste de Santa Maria https://t.co/PjnX8VoQqu https://t.co/xgnVH6iXCChá 6 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMPelos trilhos, chegou o samba em Santa Maria https://t.co/sVGmCS0tNY https://t.co/ICHoOh2gYmhá 8 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros