Alunos do Colégio Adventista aprendem física durante competição entre séries - Diário de Santa Maria

Educação17/11/2016 | 16h31Atualizada em 17/11/2016 | 16h31

Alunos do Colégio Adventista aprendem física durante competição entre séries

Foguetes de garrafas PET são usados para ensinar as Leis de Newton

Alunos do Colégio Adventista aprendem física durante competição entre séries Germano Rorato/Agencia RBS
Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

Todo mundo que já passou pelo Ensino Médio estudou nas aulas de Física as Leis de Newton: inércia, relação entre força e velocidade e ação e reação. Os professores do Colégio Adventista de Santa Maria decidiram, depois que os alunos aprenderam a teoria em sala de aula, que seria legal ver a aplicação dessas leis fora dela. Por meio de uma competição. Os alunos também pilharam. Mas como? Por meio de foguetes de garrafas PET. Quem nunca?

Tem de tudo no Armazém Catelan. Em especial, amigos 

O diretor do colégio, Thiago Maillo, explica que as lições começaram mais ou menos no terceiro bimestre deste ano, quando também começou a confecção dos foguetes. Na manhã desta quinta-feira, teve a início a competição. Na verdade, foram duas: de foguetes que alcançavam a maior distância e de tiro ao alvo.

Com isso, às 8h, cerca de 80 alunos, do 9º ano do Ensino Fundamental e dos três anos do Ensino Médio, chegaram ao Clube Estância do Minuano. Eles estavam divididos em equipes de quatro alunos.

Parte dos clubes de Santa Maria já abriu temporada de piscinas. Saiba como aproveitá-los

O professor de Física e Matemática, Bruno Carlson Writzl, era quem manipulava o dispositivo que fazia os lançamentos. Ele é feito de uma bicicleta ergométrica, canos de PVC, ventil e um compressor, que coloca uma pressão de até 50 libres nas garrafas, preenchidas com 1/3 de água (o combustível), que voam a uma velocidade de até 180 km/h.

A equipe que venceu a competição de foguete que vai mais longe atingiu a marca de 82 metros de distância. Com gosto pelas Exatas, Nathália Freitas, 17 anos, estudante do 3º ano do Ensino Médio e que integrava outra equipe, gostou da "aula diferente".

6 opções musicais para curtir a noite de quinta em Santa Maria

– É importante ver na prática aquilo que a gente ficou sabendo na teoria em sala de aula. É uma brincadeira, mas a gente aprende com ela – diz Nathália, que pretende cursar Administração quando concluir o Ensino Médio.

O professor Writzl afirma que essa é justamente a proposta da ideia.

– Hoje é difícil incentivar o jovem a gostar de estudar. E com atividades práticas, assim, eles acabam gostando da disciplina – explica Writzl.

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMConfira as vagas de empregos do Sine para segunda-feira em Santa Maria https://t.co/keWO2QnuTn https://t.co/eGx5HrXDVkhá 8 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSM34 coisas para fazer em Santa Maria e região neste final de semana https://t.co/c11n0S8KbU https://t.co/9o1wex3ugUhá 9 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros