Família de idoso que teve 85% do corpo queimado luta na Justiça por transferência de hospital  - Diário de Santa Maria

Júlio de Castilhos12/10/2016 | 20h16Atualizada em 13/10/2016 | 12h59

Família de idoso que teve 85% do corpo queimado luta na Justiça por transferência de hospital 

João Graciliano Ferreira França, 66 anos, sofreu um acidente com gasolina quando tentava acender o fogo em um fogão 

Pâmela Rubin Matge
Pâmela Rubin Matge

pamela.matge@diariosm.com.br

Desde a tarde da última segunda-feira, a família de João Graciliano Ferreira França, 66 anos, procura incessantemente leito em um hospital que possa atender casos graves de queimadura. O idoso, que está internado no leito 101, em uma área de isolamento do Hospital Bernardina Salles de Barros, em Júlio de Castilhos, teve cerca de 85% do corpo queimado após sofrer um acidente com gasolina quando tentava acender o fogo em um fogão.

Hospital de Júlio de Castilhos já recebe pacientes transferidos do Husm

O caso foi parar na Justiça. Segundo uma das sobrinhas do idoso, Cristiane França, 24 anos, após várias tentativas de conseguir um leito por meio da secretaria de saúde, na tarde desta terça-feira, a família entrou como uma liminar no Fórum de Júlio de Castilhos. O pedido foi deferido pelo juiz Ulisses Drewanz Grabner.

A administração do hospital já tentou a transferência do idoso, por meio da central de leitos, para a Capital ou para o Husm. Os dois locais são referência em atendimento de queimados, mas não dispõem de leitos. O hospital também informou que França tem a saúde debilitada. Ainda neste ano, ele precisou ser internado por conta de uma pneumonia.

– É um jogo de empurra. Estamos desesperados e não sabemos se ele vai aguentar – disse outra sobrinha do idoso, Cristina França.

Hospital Universitário de Santa Maria terá melhorias no atendimento

O acidente
No momento do acidente, França, que também tem problemas de fala e locomoção, estava na casa onde mora, na região conhecida como Pedreira. O idoso divide o imóvel com um irmão de 68 anos, que está internado no Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) há 45 dias em decorrência de uma endocardite, e com um sobrinho que estava em um dos cômodos da residência e correu para socorrê-lo.

– Ele estava tomando chimarrão na cozinha e meu irmão escutou um estrondo. Quando viu, o tio já estava em chamas. A conclusão que chegamos é o gás do fogão tenha fica aberto e  a gasolina que estava na cozinha incendiado. O meu irmão um pedaço do litro de gasolina– conta Cristiane.

Conforme a sobrinha, ao perceberem a movimentação, vizinhos também correram e tentaram apagar as chamas com extintores e panos. Uma ambulância do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) foi acionada e encaminhou a vítima ao hospital.


 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMSuspeito de integrar movimento neonazista é preso em Cruz Alta https://t.co/HlPiwvvtk9 https://t.co/EtWLEXWtgEhá 7 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMEstudantes começam a desocupar prédios da UFSM https://t.co/fHTMnU4nv0 https://t.co/uC8MlLQBGhhá 7 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros