70 funcionários recebem aviso-prévio, e hospital de Jaguari corre risco de fechar no final do mês - Diário de Santa Maria

Região03/10/2016 | 15h34Atualizada em 03/10/2016 | 20h46

70 funcionários recebem aviso-prévio, e hospital de Jaguari corre risco de fechar no final do mês

Decisão pegou de surpresa a população, que pode ficar sem hospital na cidade

70 funcionários recebem aviso-prévio, e hospital de Jaguari corre risco de fechar no final do mês Lauro Alves/Agencia RBS
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

Um dia após a eleição, os moradores de Jaguari foram surpreendidos com a notícia de que o Hospital de Caridade da cidade deve fechar as portas. Os 70 funcionários receberam aviso-prévio nesta segunda-feira e devem trabalhar só até o final de outubro. Com isso, a cidade, de 11 mil habitantes, pode ficar sem hospital, se a situação não for revertida. Atualmente, ele tem 52 leitos, sendo 80% deles pelo SUS.

Prefeitura prepara retirada de 57 famílias que ocuparam terreno em Camobi

A decisão de demitir os funcionários foi tomada pelo Hospital de Caridade de Santiago, que administra a instituição hospital de Jaguari desde fevereiro de 2015. O diretor-geral do hospital santiaguense, Ruderson Mesquita, afirmou que o hospital de Jaguari será devolvido à prefeitura, pois o município de Jaguari acumula uma dívida de mais de R$ 1,2 milhão. 

– Como o Estado repassa menos de R$ 100 mil por mês pelo SUS, mas o custo é de R$ 300 mil mensais, a prefeitura complementa as verbas para atendimento SUS. Só que os atrasos de pagamentos foram se acumulando e a dívida chegou a R$ 1,2 milhão. A situação ficou insustentável. Acredito que não seja má vontade da prefeitura, é que eles não têm dinheiro – afirmou Ruderson.

Suspeito de assassinar taxista em Santa Maria disse que vítima tentou tomar a arma de sua mão

O diretor diz que ainda poderá rever a decisão e manter a gestão do hospital, mas somente se a prefeitura conseguir pagar parte da dívida. Outro fato que revoltou a população é que o aviso-prévio foi dado aos funcionários um dia após as eleições, sendo que o prefeito eleito no domingo fez campanha baseado no compromisso da atual gestão de manter o hospital aberto.

– Até sexta-feira passada, eu estava aguardando que a prefeitura nos pagasse. Liguei na sexta à tarde ao prefeito avisando. Como não depositaram nada, tivemos de dar o aviso-prévio. O hospital (de Santiago) é apartidário. Nós não poderíamos fazer com essa situação influenciasse partido A ou B. Seria sujo jogar essa situação dois ou três dias antes da eleição – afirmou Ruderson.

O Diário tentou contato com o prefeito Sid Santos (PT), mas sua assessoria afirmou que ele estava viajando e que poderia falar somente nesta terça-feira. Porém, na noite desta segunda-feira, a prefeitura emitiu nota oficial em que nega que o hospital irá fechar as portas (leia a nota abaixo).


NOTA OFICIAL DA PREFEITURA DE JAGUARI

A ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL DE JAGUARI, a bem de informar a comunidade jaguariense sobre a prestação dos serviços de saúde à população pelo Hospital de Caridade de Jaguari, vem de público esclarecer o que segue:

1. O Município de Jaguari foi surpreendido, na manhã do dia 03 de outubro, com a inesperada Notificação recebida do Administrador do Hospital de Caridade de Santiago, na qual comunica o encerramento dos serviços de gestão do Hospital de Jaguari a partir do dia 1º de novembro de 2016, sob a alegação de atraso no pagamento dos encargos devidos pelo Município;

2. De imediato cabe esclarecer e tranquilizar a comunidade Jaguariense que os serviços prestados pelo Hospital de Jaguari NÃO SERÃO INTERROMPIDOS;

3. Sempre expressamos a comunidade Jaguariense que a manutenção das atividades de nosso hospital é um encargo bastante elevado para os cofres do Município, o que implica em sacrificar o atendimento de todos os demais serviços prestados à população;

4. Mesmo assim, é propósito da Administração Municipal encontrar alternativas junto ao atual gestor de nosso hospital a fim de equacionar a quitação das parcelas em atraso e dar continuidade aos serviços que vem sendo prestados, cabendo ressaltar que, de janeiro de 2015 até o momento, o Município de Jaguari já efetivou o pagamento de R$ 3.119.000,00 (três milhões e cento e dezenove mil reais) ao Hospital de Caridade de Santiago;

5. Portanto, a Administração Municipal quer reiterar o seu propósito e tranqüilizar a comunidade de Jaguari e Região que NÃO SERÃO INTERROMPIDOS os serviços do Hospital de Caridade de Jaguari; podendo haver, caso necessário, a troca da empresa que administra o Hospital, assim como já houve quando da saída do Hospital de Caridade de Santa Maria-RS;

6. Havendo a necessidade da substituição da empresa que administra o Hospital, a fim de manter os serviços hospitalares, o contrato de trabalho com os atuais funcionários serão mantidos em caráter emergencial, até a próxima licitação para escolha do novo gestor;

7. Por fim, ressaltamos que todos os investimentos financeiros já feitos pelo Município até o momento, estão a demonstrar que a Administração Municipal de Jaguari tem priorizado o serviço de atendimento hospitalar em nossa comunidade e continuará tratando desta questão com responsabilidade, transparência e eficiência como até aqui vem sendo tratado.

Gabinete do Prefeito Municipal de Jaguari, RS, 03 de outubro de 2016.

Sedinei Rodrigues dos Santos,

Prefeito Municipal de Jaguari.

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMRT @pedrohpavan: A bordo de Fusca tricolor, gremistas de Santa Maria vão à final da Copa do Brasil: https://t.co/1t5ntOhvEp @diariosm https…há 9 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMAdolescente é responsabilizada por participação em latrocínio de jovem em Santa Maria https://t.co/vdeCBqq4bX https://t.co/gsBNqEQ6VQhá 12 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros