Preços das refeições no Restaurante Popular aumentam em até R$ 0,75 - Diário de Santa Maria

Economia05/09/2016 | 11h28Atualizada em 05/09/2016 | 11h28

Preços das refeições no Restaurante Popular aumentam em até R$ 0,75

Local está em reforma e deve reabrir até o fim deste mês

Preços das refeições no Restaurante Popular aumentam em até R$ 0,75 Ronald Mendes/Agencia RBS
Foto: Ronald Mendes / Agencia RBS

Os preços das refeições oferecidas pelo Restaurante Popular de Santa Maria sofrerão reajuste quando o local reabrir, o que deve acontecer até o fim deste mês, de acordo com a prefeitura.

De portas fechadas, Restaurante Popular de Santa Maria está em obras e em prazo de licitação

Conforme a assessoria de comunicação, o valor do prato de comida, para ser consumido no restaurante, vai subir de R$ 1,25 para R$ 2. Já o preço da marmita, para quem preferir levar para consumir em outro lugar, subirá de R$ 2,50 para R$ 3.

O motivo disso, explica a assessoria, foi o reajuste no preço de diversos produtos usados no preparo das refeições, cujo cardápio consiste em arroz, feijão, um complemento, uma proteína (carne, por exemplo) e saladas.

Começam obras do Restaurante Popular de Santa Maria

Sobre a reforma que começou a ser feita pela Construtora São Sepé em 18 de abril, a secretária Margarida Mayer, responsável pela pasta de Desenvolvimento Social, explica que a previsão de entrega era, inicialmente, junho.

Depois, devido a um equívoco no planejamento do edital da licitação que definiu a empresa como vencedora, foi necessário fazer um aditivo no contrato no valor de R$ 30 mil, pois houve falta de material. Devido ao ajuste, o término das obras foi adiado para agosto.

Restaurante Popular deixa de atender 400 pessoas por dia

Agora, a nova previsão é de que a reforma esteja pronta até o fim deste mês. A prefeitura enfatiza que o trabalho é feito dentro do cronograma previsto, ou seja, não haveria atrasos.

Com isso, o Restaurante Popular permanecerá fechado por seis meses. São investidos R$ 243,6 mil na obra de modernização, que prevê troca do piso e a alteração do layout (logística interna). O objetivo é reduzir o tempo de espera para os almoços. Antes, se aguardava 30 minutos. Após a obra, o tempo deve reduzir entre 15 e 20 minutos. Com isso, o número de refeições servidas também deve aumentar de 400 para até mil refeições por dia.

Nova gestora
Nesta terça-feira será aberta, às 8h30min, a licitação para o recebimento de propostas de organizações sem fins lucrativos que tenham interesse em gerir o restaurante. Devido a ingerência, em 10 de março foi rescindido o contrato com a organização que era responsável pela manutenção do espaço.

 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMCâmara cria comissão para investigar denúncia contra Farret https://t.co/KFZOAHtsEH https://t.co/jFt6tu3GSjhá 18 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMAssaltante esfaqueia taxista e é preso em Santa Maria https://t.co/3fwdKZFDrJ https://t.co/AMauaJdQmAhá 6 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros