Polícia faz levantamento topográfico em local de assassinato em 2015, no Jockey Club - Diário de Santa Maria

Versão mobile

Investigação27/09/2016 | 20h39Atualizada em 27/09/2016 | 20h39

Polícia faz levantamento topográfico em local de assassinato em 2015, no Jockey Club

O pedido foi feito pela Justiça para que se trouxesse mais detalhes ao processo em que o suspeito responde por homicídio triplamente qualificado

Polícia faz levantamento topográfico em local de assassinato em 2015, no Jockey Club Reprodução/RBS TV
Suspeito de matar colega em setembro do ano passado (o terceiro à dir.) participou do trabalho da polícia na manhã desta terça-feira Foto: Reprodução / RBS TV

A terça-feira foi de trabalho intenso para a Polícia Civil de Santa Maria. A Delegacia Especializa em Homicídios e Desaparecidos (DHD) foi até Dilermando de Aguiar para uma espécie de reconstituição de como foi encontrado o carro da Ana Lúcia Drusião, 35 anos. 

Polícia Civil reproduz desaparecimento de mulher em Dilermando de Aguiar 

A outra reconstituição foi uma perícia topográfica no Parque Municipal Jockey Club, na região oeste de Santa Maria, para colher mais detalhes do assassinato de Gilberto Zahn Couto, 19 anos, em setembro do ano passado. O suspeito do crime, Braian Kummel da Silva, 19 anos, acompanhou o trabalho.

Marido preso por suspeita de envolvimento no desaparecimento da mulher é solto 

O delegado titular da 2ª Delegacia de Polícia, Marcelo Arigony, junto com peritos do Instituto-Geral de Perícias (IGP), realizou uma levantamento topográfico. O trabalho foi uma espécie de reconstituição do caminho feito por Silva até o momento em que teria acontecido a morte de Couto.

O pedido foi feito pela Justiça para que se trouxesse mais detalhes ao processo em que Silva responde por homicídio triplamente qualificado. Informalmente, o acusado, que já havia confessado o crime quando foi preso, em janeiro, desta vez negou.

– Hoje, ele negou, mas ele não foi ouvido oficialmente nem era essa a intenção. O objetivo era fazer um levantamento, estabelecendo os locais e as distâncias que eles percorreram. Ele simplesmente acompanhou, sem falar nada, o que é um direito dele  – explica Arigony.

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMOs Tribalistas vão muito além de 'Já sei namorar', por @luciopm https://t.co/NiNPnHaQqZ https://t.co/1EToCEiXuThá 19 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMOPINIÃO: Jeitinho brasileiro https://t.co/HTjS505MOm https://t.co/BovGwPdTtghá 20 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros