Duplicação das BRs pode ficar pronta só em 2020 - Diário de Santa Maria

Travessia Urbana 09/09/2016 | 08h58Atualizada em 09/09/2016 | 09h04

Duplicação das BRs pode ficar pronta só em 2020

Orçamento prevê R$ 39,8 milhões para 2017, metade do que o Dnit pediu ao governo

Duplicação das BRs pode ficar pronta só em 2020 Jean Pimentel/Agencia RBS
Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS

A obra de duplicação das BRs da travessia urbana de Santa Maria volta a viver momentos de incerteza. O valor previsto no projeto de Orçamento da União (PLOA) para 2017, enviado ao Congresso, ficou em só R$ 39,8 milhões, metade dos R$ 80 milhões que o Dnit gaúcho pediu. Esse valor é muito abaixo da necessidade da obra, que seria de cerca de R$ 100 milhões para 2017. Se não houver mudança do valor durante a aprovação do Orçamento, a duplicação corre o risco de andar em ritmo de tartaruga ou de parar no ano que vem.

26% da obra da Travessia Urbana de Santa Maria foi concluída

O Dnit confirma que o valor previsto é muito pequeno para a obra, justamente porque a duplicação entrou em uma fase em que os gastos são bem maiores, pois envolvem a construção de viadutos e a colocação de asfalto, já que quase tudo foi terraplenado (como na foto, perto da Urlândia). A obra é feita por dois consórcios, e cada um recebe cerca de R$ 4 milhões por mês pelos serviços. Se vierem só R$ 39,8 milhões em 2017, devem sobrar cerca de R$ 15 milhões para cada consórcio, pois outra parte é gasta em serviços ambientais e de fiscalização. Se cada consórcio tiver só pouco mais de R$ 1 milhão por mês em 2017, eles não teriam condições de fazer quase nada, havendo risco de o dinheiro acabar antes da metade do ano, ou de a obra entrar em ritmo muito lento, fazendo serviços pequenos.

Após três dias para içamento de vigas, trânsito é liberado no Trevo do Castelinho

Apesar da preocupação do Dnit e dos consórcios, o representante de Santa Maria na Câmara, em Brasília, o deputado Paulo Pimenta (PT), diz que é normal que o projeto do Orçamento preveja, inicialmente, valores pequenos:

VÍDEO: Parte das vigas já foi instalada na obra do viaduto do Trevo do Castelinho

– Até a aprovação do Orçamento, em dezembro, ainda passa por comissões e muita coisa vai mudar. Fiquem tranquilos, pois a obra não vai parar.

No dia 13, a bancada gaúcha terá reunião com o governo Temer para tratar dessa previsão de gastos. Por isso, é hora de as autoridades locais, políticas e empresariais, pressionarem os deputados gaúchos.

Até julho, tinham sido investidos R$ 81,1 milhões na obra, e há mais R$ 18 milhões para serem gastos até o fim do ano. Com esse valor, até dezembro, devem ficar prontos e serem liberados ao trânsito o viaduto do Castelinho e o túnel ao novo shopping.

Ainda este mês, devem ser liberados 5 km de vias laterais entre a Uglione e a Superauto, cujo asfalto está sendo finalizado – será o primeiro trecho com tráfego liberado na duplicação. Nesse mesmo trecho, quase cem postes de iluminação já estão sendo instalados nessas vias laterais dos dois lados da BR e poderão ser ligados quando a prefeitura pedir à AES Sul, o que pode ocorrer ainda este ano. Já os viadutos na Fiat e na T. Neves devem ficar para 2017, se houver recursos.

Como ainda faltarão mais de R$ 200 milhões para concluir a duplicação, se o ritmo de liberação de verbas seguir assim, abaixo do previsto, a obra poderá ficar pronta só no final de 2020 – ou seja, levar seis anos, o dobro do prazo previsto.

 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMUnifra cria serviço de apoio a desempregados em Santa Maria https://t.co/fbdIvImJdC https://t.co/gWv7HIcIwQhá 12 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMEm cinco postos, preço da gasolina reduziu em Santa Maria https://t.co/DcKrCYAbEq https://t.co/jMFQHnv6lghá 25 minutosRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros