Bandidos furtam 10 cabeças de gado e causam prejuízo de R$ 20 mil à propriedade em Caçapava do Sul - Diário de Santa Maria

Abigeato01/09/2016 | 15h22Atualizada em 01/09/2016 | 15h22

Bandidos furtam 10 cabeças de gado e causam prejuízo de R$ 20 mil à propriedade em Caçapava do Sul

Dona se diz impotente quanto à responsabilização dos criminosos

Criminosos invadiram uma propriedade rural na BR-153, em Caçapava do Sul, e furtaram 10 cabeças de gado na noite de quarta-feira. O prejuízo estimado é de R$ 20 mil conforme os proprietários. O crime foi percebido na manhã desta quita-feira.

Polícia Civil e Susepe restringem serviços em Santa Maria devido ao parcelamento de salários

Uma das proprietárias, Carolina Carissini, conta que não tem perspectiva de responsabilização dos criminosos ou de ser restituída financeiramente.

– Já virou coisa normal. Todo o dia a gente vê donos de propriedades sendo alvo. Mas a gente só sente mesmo quando acontece conosco. Vejo nas notícias que alguns são presos e que logo são soltos. É certo que eles voltam a cometer os crimes. É uma comédia. O sentimento é de impotência – desabafa Carolina.

Advogados de acusado de matar Shelli pedem reconstituição do crime

O delegado regional Sandro Meinerz, relata que há vários problemas que explicam o motivo dos criminosos serem soltos pouco depois de presos. Entre eles, está a superlotação das casas prisionais. Como o crime de abigeato é um tipo de furto, considerado de menor potencial ofensivo, os presos podem responder em liberdade. Diante da lotação dos presídios e penitenciárias, o Judiciário determina a liberdade, priorizando a manutenção das prisões de suspeitos de terem praticado crimes graves, como tráfico de drogas, assaltos e assassinatos.

– Na metade do mês (de agosto), foi criada uma força-tarefa para combater crimes rurais, entre eles o abigeato. A função da Polícia Civil é de investigação, ou seja, começa a atuar depois que o crime acontece. Já foram responsabilizadas diversas pessoas suspeitas de crimes anteriores. E essa carne, geralmente é comercializada em açougues, minimercados e até supermercados. O proprietário pode ser autuado por receptação e crime contra as relações de consumo – afirma o delegado Meinerz.

Corpo de jovem é encontrado no bairro Agro-Industrial

Ele atenta ainda ao risco à saúde do consumidor. Os animais mortos em Caçapava do Sul tinham sido medicados e não poderiam ser abatidos dentro de 90 dias por risco de contaminação. Ainda, como o animal, muitas vezes, é abatido no campo, não há condições seguras de consumo.

Denúncias podem ser feitas por meio do número 198.

 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMCâmara cria comissão para investigar denúncia contra Farret https://t.co/KFZOAHtsEH https://t.co/jFt6tu3GSjhá 12 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMAssaltante esfaqueia taxista e é preso em Santa Maria https://t.co/3fwdKZFDrJ https://t.co/AMauaJdQmAhá 18 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros