Pet sitter facilita a vida de quem tem animais de estimação  - Diário de Santa Maria

Bichos27/08/2016 | 08h06Atualizada em 27/08/2016 | 08h06

Pet sitter facilita a vida de quem tem animais de estimação 

O serviço se baseia em alimentar o pet, trocar a água, limpar as necessidades e levá-lo para passear

Pet sitter facilita a vida de quem tem animais de estimação  Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal
Alessandra Noal
Alessandra Noal

Especial

Para quem tem animais de estimação, uma das primeiras preocupações antes de uma viagem é decidir o que fazer com os animais de estimação. E para quem não pode levá-los no passeio ou não tem com quem deixá-los, há uma solução: o pet sitter, também conhecido como babá de animais. Esses profissionais vão até a casa dos clientes para cuidar de cães e gatos. O serviço se baseia em alimentar, trocar a água, dar medicação (se necessário), limpar o local, levar para passear e dar carinho, conforme as orientações dos donos e preferência dos animais. 

Em Santa Maria, encontramos algumas opções, como o CuidaCat, do publicitário Lucas Guillande, 30 anos. A visita acontece uma vez por dia e dura em torno de uma hora. Guillande conta que atende os felinos e outros animais que ficam somente dentro de casa, como peixes, tartarugas, aves e roedores.

– É uma atividade que exige muito da percepção, de interpretar cada animalzinho e de deixá-lo sempre o mais confortável possível em sua própria casa, em uma situação inusitada, pois não tem a presença dos donos – explica o publicitário, que teve sua primeira experiência na função foi em 2014, quando precisou cuidar de um bando de felinos.

Os gatos são muito sensíveis a mudanças, seja em sua rotina ou ambiente. Pensando neles, a bióloga Andressa Paim, 30 anos, resolveu investir na área. A ideia surgiu ainda durante a faculdade.

– Tive contato diferentes animais, domésticos e silvestres, mas paixão pelos felinos acabou falando mais alto – salienta.

Andressa se considera ¿mãe¿ dos gatos. Dessa forma, fez cursos sobre o bem-estar animal e criou a Mimos Cat Sitter, há um ano e meio.

Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

– As pessoas costumam acreditar que os gatos são animais independentes. Por vezes, até desinteressados. Mas, na verdade, as coisas não são bem assim. Os gatinhos sentem muito a falta dos donos. Manter um gato feliz e saudável exige bastante atenção e cuidado. Eles precisam de brincadeiras que os exercitem e que estimulem seus sentidos e instintos. Do contrário, podem ficar entediados, carentes, sofrer de ansiedade e até desenvolver depressão – explica a bióloga.

Informalmente, a publicitária Betina Beltrame, 31 anos, também iniciou as atividades de pet sitter e dog walker (pessoas que passeiam com cães). Ela ajudava amigos e familiares com seus bichinhos de estimação, enquanto eles estavam ausentes. A partir disso, nasceu o Cuida Do Ninho Pet Sitter. Em geral, Betina cuida de cães e gatos, mas já atendeu um peixe e uma tartaruga.

– Para a tranquilidade do cliente e para que mate a saudade, caso esteja viajando, mando fotos, vídeos e notícias, em todas as visitas– ressalta.

Em geral, a diária de um pet sitter varia entre R$ 20 e R$ 40.

Para encontrar um pet sitter em Santa Maria:

- CuidaCat: (55) 8169-5764

- Mimos Cat Sitter: (55) 8131-3687

- Cuida do Ninho Pet Sitter: (55) 9631-7560

 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMBM encontra mais de 100 pedras de crack em casa na região norte de Santa Maria https://t.co/UobjAdgC95 https://t.co/iN1DGptmcYhá 2 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMAcidente deixa uma motorista morta na ERS-342 em Cruz Alta https://t.co/lVJnmkEgNW https://t.co/JxiB5vzdwUhá 3 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros