Com PPCI aprovado, Inter-SM agiliza obras para solicitar vistoria na Baixada - Esportes - Diário de Santa Maria

Arrumando a casa01/02/2017 | 19h51Atualizada em 01/02/2017 | 19h56

Com PPCI aprovado, Inter-SM agiliza obras para solicitar vistoria na Baixada

Entre os itens que precisam ser adequados para a liberação da casa alvirrubra, está a instalação de uma tela protetora na arquibancada geral 

Com PPCI aprovado, Inter-SM agiliza obras para solicitar vistoria na Baixada Lucas Amorelli/DSM
Tela de proteção na arquibancada geral da Baixada começou a ser instalada na tarde desta quarta-feira Foto: Lucas Amorelli / DSM

Sete jogos seguidos fora de casa e um gigantesco desgaste físico e emocional. Para não repetir os problemas do ano passado, quando o Inter-SM foi proibido de atuar no Estádio Presidente Vargas no primeiro turno, o clube resolveu se antecipar nesta temporada. É que, em 2016, devido à ausência de laudos técnicos e adequações exigidos pela Justiça, após ação do Ministério Público, a Baixada e os Eucaliptos tiveram de fechar os portões enquanto a bola rolava e outras equipes da Divisão de Acesso jogavam em seus estádios.

No primeiro jogo-teste, Inter-SM aplica 5 a 0 e deixa boa impressão

A diretoria alvirrubra já trabalha, há três meses, para regularizar a situação. Nesta terça-feira, um importante passo foi dado. Segundo Vilmar Figueiró, o novo engenheiro contratado pelo clube para fazer o Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI) do Presidente Vargas, o projeto já foi analisado e aprovado pelos bombeiros.

— O projeto (PPCI) está aprovado. Agora, vamos fazer as adequações necessárias, conforme o novo projeto, e, depois disso, solicitamos a vistoria — explica Figueiró.

De acordo com o capitão Daniel Dalmaso, da Seção de Prevenção de Incêndios do Corpo de Bombeiros, o processo tende a ser mais ágil do que em anos anteriores e deve ser concluído com êxito nos próximos dias.

Confira os cinco amistosos do Inter-SM antes da estreia na Divisão de Acesso

— Vai depender da agilidade do clube em executar o que o projeto prevê e solicitar a vistoria — afirma o capitão Dalmaso.

Entre os itens que precisam ser adequados no estádio antes da solicitação da vistoria dos bombeiros, estão a instalação de uma tela protetora na arquibancada geral (divisa com a Avenida Liberdade), além de cerca de 20 placas de sinalização e corrimãos.

Depois da aprovação dos bombeiros e da renovação do Alvará de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (APPCI), o clube ainda precisará correr atrás da liberação da Brigada Militar e também para deixar em dia o laudo sanitário, expedido pela prefeitura, e o de Vistoria de Engenharia, Acessibilidade e Conforto, previsto na Portaria 290 do Ministério do Esporte, conforme exigências do Estatuto do Torcedor.

Mais tempo

Em congresso técnico da Divisão de Acesso, realizado em dezembro do ano passado, a Federação Gaúcha de Futebol (FGF) solicitou aos 16 clubes participantes do campeonato que enviassem os quatro laudos técnicos exigidos em até um mês antes do início da Divisão de Acesso, que começa em 5 de março.

Ou seja, a data-limite acabaria no próximo domingo, dia 5. Porém, como a maioria das agremiações ainda não entregou a documentação necessária à FGF, o prazo foi prorrogado para 18 de fevereiro. 

 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMUniversitário Rugby sofre a segunda derrota na Copa RS https://t.co/80YeB53lI9 https://t.co/UiuA6xHSXzhá 11 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMDicas para uma redação nota mil no Enem https://t.co/8hWQHK7JIs https://t.co/kTUhNpVPskhá 11 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros