"A perspectiva não é boa", diz presidente de liga sobre recursos públicos para o futebol amador - Esportes - Diário de Santa Maria

Sem dinheiro?01/02/2017 | 14h30Atualizada em 01/02/2017 | 14h33

"A perspectiva não é boa", diz presidente de liga sobre recursos públicos para o futebol amador

Associações de Santa Maria reconhecem que será muito difícil captar verbas junto à Prefeitura em 2017

"A perspectiva não é boa", diz presidente de liga sobre recursos públicos para o futebol amador Germano Rorato/Agencia RBS
Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

A principal preocupação do futebol amador de Santa Maria é a falta de recursos. Nos últimos anos, tornou-se comum um desentendimento entre as entidades e a prefeitura, que, na gestão passada, cancelou ou diminuiu as verbas que eram repassadas pelo Executivo.

Como será o calendário do futebol amador no semestre

Na competição da Liga Santa-Mariense do segundo semestre, o Campeonato Citadino, que conta com equipes em seis categorias (1ª divisão, 2ª divisão, feminino, sub-13 e sub-15 e sub-21) e se estende até o fim do ano, a estimativa é de R$ 80 mil para custear arbitragem e premiação.

Relembre dos campeões da 1º Copa ZumpNet e da 29ª Copa da Amizade

— Sabemos que a perspectiva neste ano não é boa. Já temos o conhecimento de que eles (prefeitura) não vão dar nada para o Carnaval. Por isso, estamos esperando uma resposta negativa. Vamos nos reunir para achar uma alternativa. No ano passado, a ZumpNet (patrocinadora) salvou a competição do segundo semestre — comenta o presidente da Liga Santa-Mariense, Danilo Silva.

Para os torneiros do primeiro semestre, a Liga sequer cogita pedir recursos à Prefeitura e pretende captar os valores junto aos próprios times participantes e, quem sabe, com patrocinadores. 

Leia mais sobre futebol amador

Superintendente de Esporte e Lazer da prefeitura, Givago Ribeiro garante que o Executivo está aberto ao diálogo, apesar de adotar uma postura cautelosa em relação aos gastos públicos:

— Estamos, desde o princípio, promovendo o diálogo com todas as entidades. Precisamos conhecer os projetos primeiro e saber o que eles precisam. Queremos construir algo junto com as entidades no que diz respeito às modalidades esportivas. Não é segredo para ninguém que há prioridades no governo, como a saúde. Até por isso, nesse momento, não podemos afirmar nada — disse Givago.

Já a Associação de Futebol de Veteranos de Santa Maria (Afuvesma) conta com um importante trunfo para tentar sensibilizar o prefeito Jorge Pozzobom (PSDB). É que o irmão dele, o presidente da Câmara de Vereadores de Santa Maria, Admar Pozzobom (PSDB), é técnico do time dos 45 anos do Fighera. A Afuvesma deve se reunir com o prefeito nos próximos dias para pleitear recursos.   

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMVÍDEO: visite o novo centro de eventos da UFSM sem sair de casa https://t.co/YWDXsZRyHS https://t.co/Jk0OvoWsdthá 1 diaRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMInscrições para Vestibular de Inverno da Unifra encerram nesta segunda-feira https://t.co/QO4tTDtAXZ https://t.co/D97xwyYjHFhá 2 diasRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros