Rosângela Santos é eliminada na semifinal dos 100m rasos - Esportes - Diário de Santa Maria

Não deu13/08/2016 | 22h08Atualizada em 13/08/2016 | 23h12

Rosângela Santos é eliminada na semifinal dos 100m rasos

Brasileira fez o tempo de 11s23 e não chegou à final

Rosângela Santos é eliminada na semifinal dos 100m rasos Twitter/Time Brasil
Foto: Twitter / Time Brasil
Diogo Olivier - Enviado especial ao Rio
Diogo Olivier - Enviado especial ao Rio

diogo.olivier@zerohora.com.br

Não deu para a brasileira Rosângela Santos, 25 anos, na semifinal dos 100m rasos feminino. Ela chegou em quinto lugar em sua bateria de oito atletas, com o tempo de 11s23, e não conseguiu chegar à final na prova. 

As duas primeiras de cada uma das três baterias avançavam, além de mais três por tempo. Rosângela igualou a sua melhor marca, mas o problema é que, com tantas feras na pista, não foi suficiente. 

Leia mais
O que esperar das marcas do atletismo nos Jogos do Rio
Etíope perde sapatilha durante prova, mas vai à final por decisão da arbitragem
Bolt vence eliminatória, mostra que está recuperado e segue na luta pelo tri nos 100m

Na sua série estava a bicampeão olímpica Shelly-Ann Fraser-Pryce, da Jamaica. Ela é chamada de "pocket rocket", algo como pequeno foguete, em tradução livre, por causa de sua baixa estatura: 1m53cm. Claro que ela ganhou fácil, com 10s88, seguida da holandesa Dafne Schippers (10s90) e de Marie Ta Lou, da Costa do Marfim (10s94).

A também jamaicana Elaine Thompson, com 10s88, também se classificou em primeiro na sua série. É a principal adversária da compatriota, ao lado de English Gardner, dos Estados Unidos.

Restou a brasileira Rosângela Santos a disputa dos 4x100m rasos, uma prova na qual a equipe de atletismo do Brasil deposita esperanças de medalha.

Kleberson Davide não coloca o Brasil na final dos 800m

O brasileiro Kleberson Davide até saltou na frente nos 800m rasos. Chegou a liderar a prova, mas cansou do meio para o fim, perdendo a chance de garantir vaga na final, que será disputada na segunda-feira. Enquanto esteve na frente, claro, o bom público no Engenhão se levantou para torcer, imaginando que o paulista teria alguma chance. Mas foi tudo ilusão. Não foi desta vez, em casa, que um brasileiro repetiu o feito de Joaquim Cruz, que conquistou o ouro nos 800m na Olimpíada de Los Angeles-1984.

Davide finalizou em sexto lugar em sua bateria, com o tempo de 1min46s19. O francês Pierre-Ambroise Boss, com 1min43a85m chegou em primeiro, seguido de Taoufik Makhloufi, da Argélia (1min43s85) e o polonês Marcin Lewandowski, com 1min44s56. Na classificação geral, entretanto, fechou em 19º lugar. 

*ZHESPORTES

 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSM"Eu acordei com uma ligação, e disseram que meu filho estava morto", diz pai de taxista https://t.co/6Y3vjZRVZ3 https://t.co/ZDFROJLMYFhá 11 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMSanta Maria ganhará novo cursinho pré-vestibular https://t.co/FjzfzfdOin https://t.co/8RU8TyJudehá 15 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros