Mais qualidade, menos recordes: a evolução da natação até o Rio 2016 - Esportes - Diário de Santa Maria

ZH Explica13/08/2016 | 18h42Atualizada em 13/08/2016 | 18h42

Mais qualidade, menos recordes: a evolução da natação até o Rio 2016

Neste sábado, última noite de finais da modalidade na Olimpíada, número de marcas históricas atingidas em Londres 2012 pode ser igualado

Mais qualidade, menos recordes: a evolução da natação até o Rio 2016 François-Xavier MARIT / AFP/
Foto: François-Xavier MARIT / AFP
André Baibich - Enviado especial ao Rio
André Baibich - Enviado especial ao Rio

andre.baibich@zerohora.com.br

Quem confronta os recordes batidos nas piscinas do Rio com a enxurrada de marcas históricas de Pequim 2008 pode concluir, equivocadamente, que o nível da natação caiu nos últimos anos. A comparação, porém, é injusta. Desde o fim da era dos maiôs tecnológicos, melhorar tempos tornou-se tarefa mais complicada debaixo d'água. Os sete recordes mundiais e 13 olímpicos registrados a noite de sexta-feira indicam a manutenção de uma firme evolução no nível do esporte.

Em Londres, os números foram levemente superiores aos dessa Olimpíada. Nove marcas mundiais e 16 olímpicas foram superadas ao final da competição em 2012 — ainda resta uma noite de finais da Rio 2016, que pode igualar os números. O desempenho confirma uma tendência de crescimento da natação a partir do salto de qualidade no ciclo que precedeu os Jogos de Sydney (confira os números no fim da matéria).

Leia mais:
Noite de eliminações para o Brasil no atletismo
Etíope ganha primeiro ouro do atletismo e bate recorde mundial nos 10.000m
As novas tecnologias do atletismo, modalidade na qual os milionésimos decidem

— A natação cresceu muito nos últimos 15 anos, pelo menos. Com a informação circulando livremente, todos sabem o que todo mundo está fazendo. Os métodos se aprimoraram — afirma Cristiano Klaser, o Kiko, técnico do Grêmio Náutico União, que completa:

— O nível está muito forte, talvez mais forte do que eu esperava.

A era dos maiôs ainda impede a quebra de mais marcas. Das 30 provas que compõem o programa olímpico — entre masculino e feminino —, 17 tem recordes mundiais estabelecidos até 2009, quando as roupas especiais foram proibidas. O efeito é maior nas provas de velocidade. Só como exemplo, os tempos de César Cielo em 2009 nos 50m e 100m livre ainda não foram ultrapassados. Mesmo assim, a distância entre os desempenhos de hoje e os turbinados pelos maiôs tem diminuído drasticamente, algo um tanto inesperado. Analistas apontavam, quando a proibição foi estabelecida, que os atletas poderiam demorar até 20 anos para alcançar os tempos cravados com os trajes.

Há também um equilíbrio maior entre os nadadores. Cenas como a dos 200m peito masculino, em que pelo menos cinco chegaram aos últimos metros com chances de ganhar o ouro — o cazaque Dmitry Balandin foi o campeão —, são mais comuns. A maior quantidade de adversários de peso força os atletas a ultrapassar limites para batê-los.

Outro fator que influi no crescimento das marcas é a especialização dos nadadores. Ainda há espaço para "extraterrestres" que nadam várias provas, como Michael Phelps, Katie Ledecky e Katinka Hosszu, mas eles são mais raros. A era é dos especialistas em um estilo só, como o britânico Adam Peaty, que bateu duas vezes a marca dos 100m peito, o americano Ryan Murphy, novo recordista olímpico dos 100m costas, o japonês Ippei Watanabe, que fez o melhor tempo da história dos Jogos nos 200m peito, ou a americana Lilly King, campeã dos 100m peito.

Natação

Rio 2016 até aqui
7 recordes mundiais
13 recordes olímpicos

Londres 2012
9 recordes mundiais
16 recordes olímpicos

Pequim 2008
14 recordes mundiais
22 recordes olímpicos

Atenas 2004
8 recordes mundiais
25 recordes olímpicos

Sydney 2000
14 recordes mundiais
38 recordes olímpicos

Atlanta 1996
2 recordes mundiais
3 recordes olímpicos



 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMCandidatos à prefeitura de Santa Maria percorrem ruas do Centro em cadeiras de rodas https://t.co/LVLSIiEI6H https://t.co/b6oA7rxa4ihá 15 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSM25ª Romaria da Pessoa Idosa ocorre neste domingo em santa Maria https://t.co/HkwZbLRRK0 https://t.co/6NeTkFv9S8há 16 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros