Conheça Honduras, a adversária do Brasil na semifinal do futebol masculino - Esportes - Diário de Santa Maria

Rio 201614/08/2016 | 11h26Atualizada em 14/08/2016 | 11h26

Conheça Honduras, a adversária do Brasil na semifinal do futebol masculino

Hondurenhos passaram em segundo lugar em um grupo com Portugal, Argélia e Argentina

Conheça Honduras, a adversária do Brasil na semifinal do futebol masculino Andre Borges / Agência Brasília/Agência Brasília
Foto: Andre Borges / Agência Brasília / Agência Brasília
Leandro Behs - enviado especial a São Paulo
Leandro Behs - enviado especial a São Paulo

leandro.behs@zerohora.com.br

A seleção olímpica de futebol masculino do Brasil não espera facilidades para chegar à medalha de ouro, no Rio. Nesta quarta-feira, no Maracanã, a semifinal contra Honduras promete ter contornos de tensão.

— Teremos um jogo muito difícil, contra um adversário que sabe sofrer durante os jogos — comentou o técnico da seleção, Rogério Micale, antes do deslocamento da delegação de São Paulo para a Granja Comary, em Teresópolis.

Leia mais:
Brasil derrota a Colômbia e avança à semifinal do futebol masculino
Qual o caminho do ouro olímpico para a seleção masculina de futebol
Possível final entre Brasil e Alemanha nos Jogos do Rio gera onda de memes

E Micale tem razão. Para chegar à semifinal, os hondurenhos sobreviveram a um grupo com Portugal, Argélia e Argentina (bicampeã olímpica). Passaram em segundo, atrás dos portugueses e eliminando os argentinos, com um empate em 1 a 1, na última rodada, e eliminaram a Coreia do Sul, nas quartas de final, ao vencer por 1 a 0, no Mineirão.

Ainda que dos 18 convocados de Honduras apenas dois atuem no Exterior (o atacante Antony Lozano, do Tenerife, da Espanha, e o zagueiro Elder Torres, do Real sal Lake, dos Estados Unidos), trata-se de um time que se defende bem e que sai em rápidos contra-ataques.

Foto: Andre Borges / Agência Brasília

Além disso, Honduras será uma espécie de Colômbia na vida do Brasil. O técnico é Jorge Luis Pinto, de 63 anos, o colombiano que comandou a surpreendente seleção da Costa Rica na Copa do Mundo de 2014. O treinador montou um sistema de jogo agressivo e levou os caribenhos à classificação em primeiro lugar numa chave com Uruguai, Itália e Inglaterra (os dois últimos foram eliminados já nessa primeira fase). Depois, o time de Jorge Luis Pinto eliminou a Grécia e só foi cair nas quartas de final para os holandeses.

O destaque do time é o atacante Alberth Elis, autor do gol da classificação à semifinal diante dos sul-coreanos. Um atacante rápido, apesar de seu 1m84cm de altura, e dono de um bom cabeceio.

Ainda que Honduras e Brasil não tenham um grande histórico de confrontos (foram sete jogos entre as seleções principais, com cinco vitórias do Brasil, um empate e uma vitória de Honduras, com 22 gols brasileiros e apenas seis hondurenhos), em 2001, a seleção de Felipão, que seria pentacampeã mundial no ano seguinte, foi eliminada da Copa América, nas quartas de final do torneio, ao perder por 2 a 0 para os hondurenhos.

Nos Jogos de Londres, em 2012, o Brasil precisou virar a partida contra Honduras, para 3 a 2, nas quartas de final, a fim de avançar no torneio. Os gols foram marcados por Leandro Damião, duas vezes, e Neymar, quando Honduras tinha dois jogadores a menos em campo, ambos expulsos.

Honduras, em espanhol, significa profundeza, fundura. E o Brasil precisará ter muito cuidado para não cair nas armadilhas de Jorge Luis Pinto.

Leia outras notícias sobre a Olimpíada do Rio

*ZHESPORTES

 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMSérie "Como assim, candidato?" entrevista Paulo Weller https://t.co/4sskaH3IdD https://t.co/oFYPixP7qihá 9 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMJovem é executado na frente da mulher em Cacequi https://t.co/f8ntYUbCbu https://t.co/5fR1nMbP3Mhá 9 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros