Com 50 mil na Arena, Grêmio goleia o Corinthians e volta ao G-4 - Esportes - Diário de Santa Maria

3 a 014/08/2016 | 12h53Atualizada em 14/08/2016 | 13h36

Com 50 mil na Arena, Grêmio goleia o Corinthians e volta ao G-4

Pedro Rocha, Everton e Bolaños marcaram os gols da vitória

Com 50 mil na Arena, Grêmio goleia o Corinthians e volta ao G-4 André Ávila/Agencia RBS
Foto: André Ávila / Agencia RBS
Luís Henrique Benfica
Luís Henrique Benfica

luis.benfica@zerohora.com.br

O maior público em jogos oficiais da Arena presenciou, na manhã deste domingo, a goleada por 3 a 0 contra o Corinthians e um salto de quatro posições na tabela de classificação. No ensolarado domingo do Dia dos Pais, que levou uma multidão superior a 50 mil pessoas vestida de azul ao bairro Farrapos desde as primeiras horas, a equipe superou um adversário direto na briga pelo título e reabilitou-se das partidas anteriores, em que deixara pontos diante de candidatos ao rebaixamento. Entre os assistentes, Tite, o técnico da Seleção Brasileira, que deve anunciar nesta segunda-feira sua primeira lista de convocados. Geromel, de estupenda atuação, é cotado.

Os riscos que o Grêmio correu na primeira etapa não sugeriam um marcador tão elástico. Intenso no ataque, o time marcou frouxo em muitos momentos e sobrecarregou a defesa. Bolaños desperdiçou chance clara a sete minutos, ao chutar fraco em passe de Douglas. O Corinthians respondeu com Giovanni Augusto, cujo chute bateu em Maicon, tomou elevação e forçou Grohe a defesa complicada.

Leia mais
Confira a tabela do Brasileirão
Grêmio x Corinthians: estatísticas, renda e público, saiba como foi a partida 
Cotação ZH: Geromel é o destaque do Grêmio na vitória sobre o Corinthians

A 16 minutos, Pedro Rocha teve classe para dominar a bola dentro da área, após chutão de Edílson, livrou-se de Uendel e Balbuena com dois dribles e venceu Cássio com um chute cruzado: 1 a 0. A insistência e a organização do time recebiam seu prêmio.

O gol, no entanto, não representou um controle da partida. A marcação na frente era mal executada e dava espaço para arrancadas. O jogo ficou aberto e perigoso. A 19 minutos, Giovanni Augusto não conseguiu concluir pelo arrojo de Marcelo Grohe em jogar-se aos seus pés. Um minuto mais tarde, a chance de o Grêmio ampliar a praticamente definir a partida foi desperdiçada por Bolaños. Everton chutou da entrada da área, Cássio espalmou para o lado esquerdo e o equatoriano, que não esperava a sobra, cabeceou errado.

Os erros de marcação do Grêmio assustavam a torcida e escancaravam a iminência do empate. Geromel agigantou-se na partida e foi vital para evitar o pior. Como aos 35 minutos, quando defendeu, já caído, chute de Giovanni Augusto com Grohe fora de ação. A pressão seguiu no chute de Yago, dentro da área, muito alto. O chute de Bolaños, sem ângulo, já nos acréscimos, para a defesa de Cássio, foi a última resposta do Grêmio a um adversário que incomodava muito.

Leia mais:
Jogadores do Grêmio comemoram vitória: "Dá força para continuar a luta no campeonato"
Torcedor Gremista ZH: eis o Grêmio que sempre quero ver
Satisfeito, Roger analisa goleada do Grêmio e justifica evolução: "Eterna busca pelo equilíbrio"

Não houve espaço para sustos no segundo tempo. Tudo pela eficiência de Everton. A dois minutos, lançado por Douglas, o atacante fez a sua jogada tradicional. Criou o espaço com uma ginga e bateu em diagonal, rasteiro, para nova explosão de alegria na Arena.

Ainda haveria nova chance para Everton, pouco depois, mas, desta vez, Cássio evitou que a bola entrasse. No desespero, Cristóvão fez duas mudanças no Corinthians, mas foi como se elas não tivesse acontecido. O volume do Grêmio seguiu maior, como se a equipe não sentisse os altos efeitos da temperatura. A 15 minutos, o capítulo final da festa. Em passe de Douglas, Pedro Rocha dividiu com Cássio e a bola sobrou para Bolaños concluir com o gol vazio, pondo fim a uma seca que perdurava desde abril.

Os sustos que o time ainda sofreu foram em escala muito menor do que no primeiro tempo. Nesses instantes, Grohe encarregava-se de evitar maiores danos. À vontade, o Grêmio se permitia em jogar em contra-ataques, na velocidade de Pedro Rocha.

Com Ramiro no lugar do desgastado Maicon, Roger buscou reforçar a marcação. Guilherme, na vaga de Eveton, foi a aposta do técnico na velocidade. Modificações estratégicas para assegurar um resultado que mostra a força do time na luta pelo título. Domingo, sem Edílson e Jailson, suspensos, o adversário será o Flamengo, em Brasília.


Acompanhe o Grêmio no Gremista ZH. Baixe o aplicativo:

App Store

Google Play

*ZHESPORTES


 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMCâmara cria comissão para investigar denúncia contra Farret https://t.co/KFZOAHtsEH https://t.co/jFt6tu3GSjhá 8 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMAssaltante esfaqueia taxista e é preso em Santa Maria https://t.co/3fwdKZFDrJ https://t.co/AMauaJdQmAhá 15 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros