Tecnologia + sustentabilidade, uma mistura que dá certo - Diário de Santa Maria

Coluna de Tecnologia11/04/2017 | 13h30Atualizada em 11/04/2017 | 13h30

Tecnologia + sustentabilidade, uma mistura que dá certo

Colunista traz exemplos de projetos que agregam os dois conceitos e estão fazendo sucesso

Sustentabilidade? Tecnologia? Alguma coisa a ver?
Tudo, caríssimo leitor. Tudo!

Semana passada, em uma aula do mestrado de Administração, mais precisamente na aula do Prof. Marcelo Trevisan, sobre sustentabilidade nas organizações, a pauta do dia era "Inovação Sustentável".

Claro que, para chegarmos no termo sobre "sustentabilidade", precisávamos definir primeiro o termo "inovação". E, por bem ou mal, toda a inovação acaba passando pela tecnologia. Não estou me referindo à tecnologia somente de computadores, mas tudo o que conseguimos melhorar empregando novas formas de criar e fazer.

DEFININDO INOVAÇÃO...
Assim, tem uma frase que gosto muito sobre a definição de "inovação", dita por Silvio Meira, Cientista chefe do C.E.S.A.R. (Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife): "Inovação é toda a invenção que gera nota fiscal".

Você, caro leitor, pode se perguntar: mas existem inovações que podem ser usadas e não necessariamente vendidas? Claro que sim. O contexto da frase é exatamente afirmar que se a invenção é usada, então pode ser considerada uma inovação, tanto para produto, serviço ou processo. A venda acaba sendo secundária nesse caso.

DEFININDO SUSTENTABILIDADE...
Já sobre o tema "sustentabilidade" começou a ser empregado na Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, realizada em Estocolmo, na Suécia, em junho de 1972. Por sinal, a primeira conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre esse tema.

O termo "sustentabilidade", basicamente, está intimamente ligado aos cenários como meio ambiente, social e econômico, e consiste na característica de um sistema garantir sua permanência, sua perenidade. Em outras palavras, o sistema todo se sustentar.

 Ok até aqui? Agora, misturem tudo!

A partir disso, foi criado então o termo SOI (Sustainability-Oriented Innovation), que trata da inovação orientada à sustentabilidade, onde toda a inovação criada é orientada a garantir a permanência dela, diminuindo os impactos ambientais, sociais e econômicos.

 E o melhor disso tudo é que a inovação criada dentro desse conceito SOI, estimula o emprego de tecnologia direto. Querem ver um exemplo bem bacana da aplicação de tecnologia para a cultura e sociedade?

Saca esse vídeo aplicando Inteligência Artificial do IBM Watson na Pinacoteca de São Paulo. É INCRÍVEL, você pode conversar com as obras

Vista da área interna da Pinacoteca Foto: Pinacoteca.org / Divulgação

Outra fonte riquíssima de inovação voltada para a sustentabilidade é a arquitetura, que também já opera com o conceito "arquitetura sustentável".

Nesse caso, é a maneira de criar os projetos procurando diminuir os impactos ambientais das edificações, mas otimizando os recursos naturais. Aqui, vemos aplicações de tecnologia direto em novos materiais, na geração de energia limpa, como solar e a eólica, reutilização de água da chuva, e por aí vai.

E para ilustrar tudo isso, confere o vídeo do Cambará Eco Hotel, vencedor do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade 2016/2017  

 

That¿s all, folks! A tecnologia sendo o motor de muitas áreas.

Acredito que, quanto mais tecnologias forem criadas orientadas à sustentabilidade, mais rápido começa a fazer sentido o termo "inovação".

Querem seguir esse papo?

Me adiciona no Twitter @CristianoSilver.

Abraço e sucesso!


 
Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros