Preço do quilo do feijão varia de R$ 5,65 a R$ 8,99 em Santa Maria - Diário de Santa Maria

Pesquisa12/01/2017 | 07h30Atualizada em 12/01/2017 | 07h30

Preço do quilo do feijão varia de R$ 5,65 a R$ 8,99 em Santa Maria

Levantamento mostra que alimento tradicional do cardápio brasileiro está pesando no bolso. Nos nove mercados pesquisados, a diferença entre o mais caro e o mais barato chega a R$ 3,34

Preço do quilo do feijão varia de R$ 5,65 a R$ 8,99 em Santa Maria Germano Rorato/Agencia RBS
Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

Um dos itens mais tradicionais da cozinha brasileira, o feijão, segue pesando no bolso do consumidor santa-mariense. Em 2016, o produto subiu 90% nas prateleiras dos supermercados de Santa Maria e, neste novo ano, ele continua em alta. Nesta quarta-feira, o Diário pesquisou o preço do alimento em nove supermercados e, sem considerar a marca, o quilo do feijão preto, que é o mais consumido, é encontrado de R$ 5,65 a R$ 8,99, o que representa uma variação R$ 3,34.

Setor imobiliário dá sinais de melhora em Santa Maria

Para a pesquisa, foram selecionadas cinco marcas em cada estabelecimento, sendo escolhida a mais cara e as quatro mais baratas em cada local. No entanto, em um supermercado não havia cinco variedades à venda. Nesse caso, foram escolhidas apenas as opções disponíveis.

Aumento no preço do diesel deve impactar custo do frete em até 2%

Nos supermercados consultados, a maca Biju foi a que apresentou a maior variação de valor, sendo encontrada pelos preços de R$ 5,99 e R$ 8,99, uma diferença que chega a R$ 3. Na marca Fritz e Frida, uma das mais comercializadas nos supermercados da cidade, a diferença nos valores encontrados chegou a R$ 1,39.

700 contribuintes de Santa Maria e região que caíram na malha fina vão receber restituição

Na comparação com a mesma pesquisa realizada em julho pelo Diário, houve um aumento nos preços do produto. Isso porque, à época, o feijão chegou a ser encontrado pelo preço de R$ 3,49 e, desta vez, o menor valor foi superior a R$ 5.

As causas


De acordo com o economista Mateus Frozza, que coordena a pesquisa do Índice do Custo de Vida (ICVSM), realizada pela Unifra, o aumento no preço do feijão é explicado pela redução na área plantada, em detrimento de outras culturas, e nas alterações climáticas que ocorreram ao longo do ano, o que diminuiu a oferta do produto.

 Segundo o economista, as projeções não são animadoras, pois a tendência é que o preço do produto se mantenha elevado até a próxima safra. Por isso, a dica é evitar o desperdício no preparo do alimento.

No quadro abaixo, veja o preço dos produtos encontrados. Clique aqui para ver a imagem em melhor resolução.

Foto: Arte / DSM


 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMRT @pedrohpavan: Decisivo na temporada, kicker do Soldiers comemora boa fase: "O time passa confiança": https://t.co/Rcgb0WoYBI @diariosm…há 16 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMDois são presos em operação contra o tráfico perto de escolas em Santa Maria https://t.co/muCVlQ259V https://t.co/9RJ3fLXeDMhá 19 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros