Governo americano diz que acatará decisão judicial que suspende ato de Trump - Diário de Santa Maria

Decreto anti-imigração29/01/2017 | 14h54Atualizada em 29/01/2017 | 14h54

Governo americano diz que acatará decisão judicial que suspende ato de Trump

Em comunicado, Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos afirma, no entanto, que "a ordem executiva do presidente segue de pé"

Governo americano diz que acatará decisão judicial que suspende ato de Trump NICHOLAS KAMM/AFP
Foto: NICHOLAS KAMM / AFP
AFP
AFP

O Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos informou neste domingo que seguirá aplicando o decreto anti-imigração do presidente Donald Trump, mas que também acatará as decisões judiciais que o bloquearam parcialmente.

"A ordem executiva do presidente segue de pé. As viagens proibidas continuarão proibidas e o governo dos Estados Unidos se reserva o direito a revogar os vistos a qualquer momento, se necessário, por segurança nacional ou pública", afirma o Departamento em um comunicado.

"A ordem executiva do presidente afeta uma pequena parcela dos viajantes internacionais e é um primeiro passo para o restabelecimento do controle das fronteiras americanas e da segurança nacional", completa a nota oficial.

Leia mais:
Justiça suspende parte de veto de Trump a imigrantes e refugiados nos EUA 
Após decreto de Trump, EUA detêm primeiros refugiados em aeroporto
Muro de Trump na fronteira deve abrir feridas mexicanas

O Departamento de Segurança Interna também informou que "acatará as decisões judiciais", o que se presume inclui a sentença de uma juíza federal que ordena às autoridades que não deportem os refugiados e outros viajantes detidos nas fronteiras americanas.

A juíza federal Ann Donnelly escreveu em sua decisão de sábado à noite que devolver estas pessoas a seus países de origem as expõe a "danos substanciais e irreparáveis".

O decreto assinado por Trump na sexta-feira suspende a entrada de refugiados por pelo menos 120 dias e proíbe a entrada no país de cidadãos do Irã, Iraque, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen, enquanto os critérios de concessão de vistos são revisados.

Outra juíza federal da Virginia também publicou uma ordem temporária que impede por sete dias que as autoridades migratórias deportem residentes permanentes em situação legal detidos no aeroporto de Dulles, perto de Washington.

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMLoterias acumulam e pagam quase R$ 10 milhões nos próximos sorteios https://t.co/DajSdPr19v https://t.co/53plZAgxl2há 28 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMJovem é esfaqueado em Santa Maria https://t.co/fsQEaNXDPT https://t.co/NVAEus0uyThá 56 minutosRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros