Aumento no preço do diesel deve impactar custo do frete em até 2% - Diário de Santa Maria

Impacto na bomba06/01/2017 | 17h31Atualizada em 06/01/2017 | 17h34

Aumento no preço do diesel deve impactar custo do frete em até 2%

Combustível pode ter alta de até R$ 0,12 por litro, em média, nos postos

Aumento no preço do diesel deve impactar custo do frete em até 2% Adriana Franciosi/Agencia RBS
É o segundo reajuste feito no preço do diesel em menos de dois meses Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS

O consumidor deve sentir já nas próximas semanas o peso no bolso do novo aumento no preço do óleo diesel nas refinarias. O reajuste de 6,1%, anunciado pela Petrobras na quinta-feira, pode representar uma alta de até R$ 0,12 por litro, em média, nos postos. 

Além do impacto direto para os motoristas, o combustível mais caro deve ter reflexos também no valor do frete e dos alimentos.Segundo dados da Confederação Nacional do Transporte (CNT), atualmente cerca de 60% das cargas são transportadas por caminhões no Brasil. O avanço estimado no custo do frete deve ser de pelo menos 2% com o novo aumento do combustível.

— O efeito cascata no valor dos produtos transportados é inevitável. É uma pressão extra sobre a inflação nesse início de ano, que já contabiliza o avanço no custo das passagens de ônibus em várias capitais — afirma André Braz, professor da Fundação Getulio Vargas (FGV). 

Leia mais
Gasolina no Brasil é R$ 0,48 mais cara do que a média global
Distribuidora de combustíveis gaúcha quer apertar concorrência com BR, Ipiranga e Shell 

O economista ressalta que, diferente do aumento na gasolina, que tem reflexo imediato no custo de vida e pode ter o impacto mensurado no índice oficial de inflação, no caso do diesel a relação não é tão direta. Nesse caso, não é possível falar em um percentual fechado de avanço no custo do produto final porque depende do repasse dos intermediários na cadeia. 

É o segundo reajuste feito no preço do diesel em menos de dois meses. Em dezembro, a petrolífera já havia reajustado o preço do diesel em 9,5% e a gasolina em 8,1%. A justificativa era a continuada elevação dos preços do petróleo nos mercados internacionais.

Desde outubro, a estatal adota uma nova política de definição de preços. Desde então, um comitê se reúne pelo menos uma vez a cada 30 dias para decidir o valor dos combustíveis nas refinarias. O preço médio da gasolina no país encerrou 2016 em R$ 3,755 por litro, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). 

O valor ficou 3,3% acima do registrado na semana que encerrou no dia 1º de janeiro de 2016 e abaixo da inflação esperada para 2016.O diesel fechou o ano com preço médio por litro de R$ 3,051, o maior valor registrado em 2016, acumulando alta de 2,18% no ano, segundo a ANP. 

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMPrefeitura realiza recuperação de tubulação no bairro Menino Jesus https://t.co/dBuMMiwodT https://t.co/bE9X7OJc3Zhá 16 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMHomem é preso por furto em motel de Santiago https://t.co/XtteQCOu0s https://t.co/CnKB0evk2thá 16 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros