Obras prioritárias da UFSM entram na reta final e serão entregues em 2017  - Diário de Santa Maria

Compromisso assumido22/12/2016 | 11h02Atualizada em 22/12/2016 | 11h02

Obras prioritárias da UFSM entram na reta final e serão entregues em 2017 

Anúncio de conclusão do Centro de Convenções e da Central de UTIs foi feito pelo reitor Paulo Burmann 

Obras prioritárias da UFSM entram na reta final e serão entregues em 2017  Deni Zolin/Agencia RBS
Foto: Deni Zolin / Agencia RBS

Duas obras importantes da UFSM, que tiveram grande atraso, agora entram na reta final e já têm prazo concreto para serem inauguradas: em 2017. Os anúncios foram feitos, ainda na quarta-feira, pelo reitor Paulo Burmann, durante evento de prestação de contas do ano à comunidade.

A primeira é o Centro de Convenções, que começou em 2009 e, depois de ter vários contratempos, será inaugurado em março de 2017, podendo já receber congressos e formaturas. O custo passa de R$ 14 milhões. O teto acústico está sendo instalado e faltarão o revestimento e as 1.340 cadeiras, já compradas. Será o maior anfiteatro do interior do Estado. O agendamento de formaturas deverá ser feito na pró-reitoria de Extensão.

Professores e técnico-administrativos retomam atividades na UFSM

A segunda grande obra é a Central de UTIs do Hospital Universitário, cujo prazo de inauguração é até o final de 2017, passando dos atuais 49 para 82 leitos. Ela é fundamental para amenizar a falta de leitos de UTIs, que obriga pacientes a serem transferidos a outras regiões. E deve reduzir a superlotação do Pronto Socorro (PS), onde 10% dos pacientes costumam ficar entubados ou à espera de vaga por UTI. 

Após começar em 2013 e ficar um ano parada devido a um problema com a antiga construtora, a obra da nova Central de UTIs foi retomada há quatro meses por outra empresa e já está mais 70% concluída. A construtora Install receberá R$ 7,3 milhões para concluir a obra. Os 40 operários têm como prioridade concluir o telhado e as janelas, para evitar as infiltrações de água no PS, que fica embaixo. 

UFSM oficializa fechamento de curso em Silveira Martins

A obra de 4,5 mil m² tem dois andares, para onde serão transferidos os atuais 49 leitos de UTIs do Husm e onde funcionarão outros 33 novos, totalizando 82 leitos de UTIs neonatal, pediátrico, adulto e cardiológico. Em um dos andares, já são instaladas divisórias dos leitos e redes elétrica e de gases.

UFSM abre inscrições para Vestibular EAD 2017 

Contratações 

Como a obra deve ser entregue em julho de 2017, o Husm quer licitar a compra dos equipamentos em março ou abril. A ideia é estar com tudo adquirido para que, a partir de agosto, os aparelhos sejam instalados e testados. A previsão é começar a transferência das UTIs para a nova central no final de 2017, sendo concluída até o início de 2018. 

Para os novos leitos, o Husm pretende contratar mais funcionários do banco de concursados da Ebserh, mas o número ainda é indefinido. Com a ida das UTIs para a central, o Husm terá espaço para poder abrir 50 novos leitos nas áreas clínicas e cirúrgicas a partir de 2018. Hoje, o hospital tem 402 leitos, e com esse aumento, passará a ser considerado hospital de grande porte.

Confira, abaixo, outras novidades da UFSM:

Ambulância no campus e para Camobi – Até março, a UFSM deve colocar em operação uma ambulância para emergências que atenderá a comunidade no campus, das 8h às 20h. O veículo já está na UFSM. Médicos e enfermeiros estão sendo contratados. A UFSM fará parceria com a prefeitura para que essa ambulância também atenda ocorrências do Samu, mas só em Camobi.

504 vagas em Casa do Estudante – Até abril, a UFSM quer entregar mais cinco blocos em Santa Maria, além de outros em Frederico, Palmeira e Cachoeira, totalizando 504 novas vagas de moradia para estudantes, ao custo de R$ 13 milhões. Um dos blocos é para indígenas

Ampliação do RU – A obra da nova cozinha do RU no campus já está andando. Com isso, o local da nova cozinha vai virar refeitório, ampliando a capacidade e reduzindo as filas a partir de 2017. Por ano, o RU serve 1,708 milhão de refeições.

Energia solar para 70% da UFSM – A Aneel selecionou a UFSM para receber usina fotovoltaica, que será bancada pela RGE Sul nos próximos três anos e vai gerar 70% da energia consumida no campus. Será grande economia, pois a conta de luz da UFSM é de R$ 13 milhões anuais.

Obras – O investimento em obras caiu de R$ 57 milhões em 2013 para R$ 35 milhões em 2015.

Novos professores – A UFSM pressiona o MEC para liberar a contratação de 30 professores necessários para dar aulas já no 1º semestre de 2017 nos novos cursos de Engenharia Aeroespacial aqui e de Engenharias em Cachoeira.


 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMBurmann vai continuar no comando da UFSM #EleicoesUFSM2017há 4 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMRT @UFSM_oficial: Resultado oficial das #EleiçõesUFSM2017: Professor Paulo Afonso Burmann é reeleito para o cargo de reitor da #UFSM! https…há 4 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros