Senadores rejeitam manobra de Renan Calheiros para acelerar votação do pacote anticorrupção  - Diário de Santa Maria

Senado30/11/2016 | 19h34Atualizada em 01/12/2016 | 08h23

Senadores rejeitam manobra de Renan Calheiros para acelerar votação do pacote anticorrupção 

Parlamentares questionam assinaturas de líderes para dar urgência à proposta, quebrando prazos regimentais

Senadores rejeitam manobra de Renan Calheiros para acelerar votação do pacote anticorrupção  Moreira Mariz/Agência Senado/Divulgação
Se a manobra contasse com apoio da maioria dos presentes, a proposta entraria em discussão em seguida Foto: Moreira Mariz / Agência Senado/Divulgação
Zero Hora
Zero Hora

Senadores rejeitaram manobra do presidente do Senado, Renan Calheiros, para acelerar votação do pacote anticorrupção.

Calheiros (PMDB-AL), anunciou nesta quarta-feira, 30, no plenário a votação do requerimento de urgência que na prática poderia puxar o pacote anticorrupção, aprovado ontem na Câmara dos Deputados, para discussão do plenário ainda nesta quarta-feira. 

Se a manobra contasse com apoio da maioria dos presentes, a proposta entraria em discussão em seguida. Foram 44 votos contrários ao requerimento.

Segundo Renan, ele recebeu o documento de requisição, assinado por líderes das bancadas do PMDB, PSD e PTC, durante a ordem do dia.

Leia mais
Pacote anticorrupção do MPF estava "fadado" a receber mudanças, diz Renan
"Pode-se tentar calar o juiz, mas nunca se conseguirá calar a Justiça", reage Cármen Lúcia
Associação dos procuradores lança nota de repúdio à aprovação de projeto anticorrupção modificado

Ao anunciar a intenção de votar a matéria, Renan apenas leu o número do projeto e as leis que seriam alteradas e não do que tratava exatamente o texto. Após a leitura o líder do governo, senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) questionou: "Mas do que se trata?". Em seguida, Renan voltou a ler as leis que seria alteradas.

A manobra também foi criticada pelo líder do DEM, Ronaldo Caiado (GO). 

— Esse requerimento não chegou a mim. Toda matéria que vem da Câmara dos Deputados deve ser encaminhada para a Comissão de Constituição e Justiça — afirmou o senador.


 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMMinistério Público de Contas sugere devolução de R$ 672 mil da obra da Câmara https://t.co/smytRLhrdb https://t.co/QzhTHJWf03há 17 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMFamílias atingidas pela tempestade poderão sacar até R$ 6 mil do FGTS https://t.co/2gJcob8x7X https://t.co/rTSqTqg30ehá 18 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros