Saiba quais segmentos os vereadores eleitos de Santa Maria representam a partir de 2017 - Diário de Santa Maria

Legislativo15/11/2016 | 07h31Atualizada em 15/11/2016 | 07h31

Saiba quais segmentos os vereadores eleitos de Santa Maria representam a partir de 2017

Saúde terá a maior bancada. Educação, campo, igreja evangélica, política, segurança pública e movimentos sociais também têm seu espaço

Saiba quais segmentos os vereadores eleitos de Santa Maria representam a partir de 2017 Germano Rorato/Agencia RBS
Diário convidou, na última quinta, todos os parlamentares eleitos para fazerem uma foto no Plenário. Dezessete deles compareceram   Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

A Câmara de Vereadores de Santa Maria, definida no pleito de 2 de outubro, evidencia um parlamento segmentado e mais representativo. Trata-se de um Legislativo masculino, com uma presença feminina ligeiramente maior (de quatro, agora, para cinco mulheres eleitas), além de totalmente branca – todos os vereadores se declararam assim – e com 14 dos 21 parlamentares eleitos com Ensino Superior completo.

Vereadores eleitos para o Legislativo de Santa Maria arrecadaram R$ 260 mil 

 Além disso, é uma Câmara que emplaca outra marca: a da renovação. Dos 21 eleitos, 11 já ocuparam um cargo na Casa e os outros 10 irão estrear a partir de 1º de janeiro de 2017 para a legislatura que se estenderá até 2020.

Senado aprova em 1º turno proposta que institui cláusula de barreira a partidos

A representação feminina avança na demografia legislativa, o que é motivo de comemoração, destaca o cientista político da Universidade de Brasília (UnB) David Fleischer:

– É bom e saudável o avanço feminino dentro de uma Câmara. Até porque, quase sempre, as mulheres são mais combativas e de levantar bandeiras polêmicas.

Novo prefeito de Santa Maria quer mexer no orçamento municipal

O Diário traz, no quadro abaixo, as nove bancadas em que se enquadram os 21 vereadores eleitos.

Câmara segmentada e mais representativa

Um perfil político mais variado, mais segmentado e mais representativo. Ponto positivo. Mas...um Legislativo mais conservador no embalo do que ocorreu, no pleito de 2014 e, agora, com o avanço de segmentos ditos mais ¿inflexíveis¿. Ponto negativo. A leitura é a do cientista político e professor de Teoria Social da Unipampa, Guilherme Howes.

Pleito de 2016 representa um novo ciclo na política brasileira

– Parece ser uma Câmara mais representativa e segmentada. Mas extremamente conservadora no geral, o que mostra que Santa Maria surfa na preocupante onda crescente do conservadorismo. Ao mesmo tempo é preciso ressalvar que essas bancadas dão um indicativo da multiplicidade do que é Santa Maria.

O especialista atenta para a bancada da saúde – com seis nomes, sendo quatro deles médicos. Ele arrisca dizer que um desses nomes pode vir a compor o secretariado do prefeito eleito Jorge Pozzobom (PSDB).

A opinião de autoridades e presidentes de entidades sobre a vitória de Jorge Pozzobom

O cientista político destaca como positivo o avanço de outras duas bancadas: a da educação, com quatro professores, sendo duas delas ligadas à rede estadual, uma terceira é professora municipal e, ainda, há um professor universitário. E a bancada do campo, historicamente negligenciada pelas administrações municipais, conta, agora, com três porta-vozes.

Sobe e desce

A multiplicidade, própria de Santa Maria, ganha espaço na Casa, conforme Howes. Há um parlamentar, Admar Pozzobom (PSDB), ligado às demandas inclusivas das pessoas com deficiência. Também há um interlocutor dos trabalhadores autônomos e da periferia, representados pelo estreante Alemão do Gás (PSB). A presença do segmento evangélico ganha o reforço do estreante Alexandre Vargas (PRB) ligado à Igreja Universal do Reino de Deus. Na atual legislatura, eles são representados pelo Pastor João Chaves (PSDB).

O número de vereadores radialistas diminuiu de três – Isaias Romero (PMDB), Luciano Guerra (PT) e Marcelo Bisogno (PDT) – para dois: Luciano Guerra e Valdir Oliveira, ambos do PT, têm programas voltados aos públicos do campo e do tradicionalismo.

Já o segmento empresarial também perdeu espaço. Hoje, ele é representado pelo vereador Cezar Gehm (PMDB), que não foi reeleito.


 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMCidades da Região Central terão sistemas de videomonitoramento https://t.co/nquZhDgJh2 https://t.co/3azEfTYilyhá 40 minutosRetweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMLista dos aprovados no vestibular da Unifra será divulgada nesta quarta-feira https://t.co/jbTK4FgCZa https://t.co/TxeAwWlNOphá 1 horaRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros