Saiba quanto os 21 vereadores eleitos arrecadaram em Santa Maria  - Diário de Santa Maria

Eleições 201605/10/2016 | 08h33Atualizada em 05/10/2016 | 08h34

Saiba quanto os 21 vereadores eleitos arrecadaram em Santa Maria 

A prestação final de contas termina no mês que vem  

Saiba quanto os 21 vereadores eleitos arrecadaram em Santa Maria  Jean Pimentel/Agencia RBS
Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS

Na prestação parcial de contas registrada no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a soma do valor arrecadado até agora pelos 21 eleitos chega a R$ 179,8 mil. Os valores finais devem ser lançados até o mês que vem. A vereadora que mais recebeu recursos, a reeleita Marta Zanela (PMDB), contabiliza arrecadação de R$ 24,47 mil até o momento. O valor não chega à metade do limite de gasto estabelecido para os candidatos da proporcional para o pleito deste ano: R$ 50,2 mil. 

O que muda na Câmara de Vereadores de Santa Maria com os novos eleitos

Mesmo tendo o maior valor declarado até agora entre os eleitores, Marta obteve a menor votação, com 1,4 mil, entre a nova composição do Legislativo. Já o vereador com a maior votação, Luciano Guerra (PT), com 4,2 mil votos e que garantiu a reeleição, contabilizou R$ 12 mil de recursos recebidos até ontem.Dos 21 eleitos, 11 já ocuparam um cargo na Casa e outros 10 irão estrear na legislatura 2017-2020. 

Conheça quem são os 10 estreantes na Câmara de Vereadores de Santa Maria

A menor receita é a do novato Dr. Francisco Harrison (PMDB), médico traumatologista, eleito para o primeiro mandato. Ele contabilizou R$ 301 e fez a 12ª maior votação. No entendimento do cientista político da Universidade de Brasília (UnB) David Fleischer há uma diferença gritante entre quem está de fora do poder e quem já está entranhado nele. E eventuais renovações devem ser observadas caso a caso. Mas a regra é quase sempre a mesma: o político com mandato consolidado e com a estrutura de gabinete tende a ter uma maior facilidade de se manter no poder.

Luciano Guerra (PT) se reelege como o vereador mais votado de Santa Maria

Ele ressalva que o pleito deste ano com a proibição do financiamento empresarial de campanhas estabeleceu novas formas de contribuições e desafiou a criatividade dos políticos. 

– Mobilizar contribuições individuais não é fácil. Em geral, entidades como sindicatos, associações, sejam elas quais forem, e igrejas – prioritariamente as evangélicas – mobilizam seus eleitores para votar nos seus candidatos – avalia o cientista político. 

Na eleição deste ano, as redes sociais tiveram papel de protagosnismo, o que deve se repetir no pleito que já se avizinha, o de 2018. Fleischer aponta que as redes sociais devem substituir a televisão e o rádio como meios preferenciais para a campanha. 

– É uma tendência que isso siga. As pesquisas de opinião mostram que a audiência do horário gratuito no rádio e na televisão é muito baixa. A pessoa desliga e depois volta para ver o telejornal.

Limites à prefeitura

O limite de gasto para as candidaturas a prefeito, em primeiro turno, foi de R$ 770 mil. Agora, os dois prefeituráveis – Valdeci Oliveira (PT) e Jorge Pozzobom (PSDB) – poderão gastar mais R$ 231 mil. A propaganda eleitoral gratuita será retomada no próximo dia 12.

Foto: Arte Izaur Monteiro / DSM


 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMRT @pedrohpavan: Soldiers vence Snakes, conquista o título da Copa RS e garante a hegemonia gaúcha em 2016: https://t.co/T6YlRR6Y4s @smsold…há 6 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMMulher é assassinada na região oeste de Santa Maria https://t.co/PjnX8VoQqu https://t.co/xgnVH6iXCChá 1 diaRetweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros