Jader não garante apoio para nenhum candidato no segundo turno - Diário de Santa Maria

Eleições 201602/10/2016 | 21h59Atualizada em 02/10/2016 | 22h01

Jader não garante apoio para nenhum candidato no segundo turno

Candidato do Solidariedade ficou em quarto lugar e atingiu a expressiva votação de 19,4 mil votos

Jader não garante apoio para nenhum candidato no segundo turno Jean Pimentel/Agencia RBS
Jader acompanhou a apuração com o seu vice, Adão Lemos, em uma igreja no centro de Santa Maria Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS

Tendo no currículo apenas a candidatura a deputado estadual, na eleição de 2014, Jader Maretoli (SD) estreou no pleito a prefeito de Santa Maria com uma proposta bem clara: escrever uma nova história ao município com base em uma nova política. De certa forma, ele imprimiu o nome dele na corrida eleitoral com quase 19,5 mil votos, sendo considerado a principal surpresa desta eleição. Mesmo com menos recurso financeiro e com menos tempo de propagando no rádio e na televisão, ele teve apenas 800 votos a menos que Fabiano Pereira (PSB), que ficou em terceiro e era quem mais tempo dispunha de tempo e de recurso para a propaganda nos meios de comunicação. Levando tudo isso em conta, o candidato do SD deve ser o alvo da vez: e certamente será requisitado por Valdeci Oliveira (PT) e por Jorge Pozzobom (PSDB), a dupla que disputará o segundo turno. No entanto, Jader adota o tom de cautela e se adianta: não garante se apoiará algum dos dois.

Valdeci Oliveira e Jorge Pozzobom disputarão o segundo turno na cidade

Segundo ele, será feita uma consulta com líderes comunitários que apoiaram a sua candidaturas, e também com os presidentes dos sete partidos que integraram a coligação "Uma nova história para Santa Maria".

Conheça os 21 vereadores eleitos

– Nós temos um projeto e representamos praticamente 20 mil pessoas. Se essas pessoas entenderem que devemos apoiar alguém, podemos conversar, se não, não. Não faremos a política antiga, de troca de favores. Vamos sentar nos próximos dias e avaliar muito bem, porque sabemos que seremos procurados – afirma.

Tarde teve denúncias de boca de urna e pessoa detida

Votado por 19.487 pessoas, Jader ganha força para as próximas eleições, mas despista e não confirma se deve se candidatar a algum cargo nas eleições para deputado (seja estadual ou federal) em 2018.

Tranquilidade durante a manhã de eleições

– Vai ser o mesmo caminho da definição de apoio para o segundo turno. Aqueles que eu represento é quem me orientam. Não sou aquele político tradicional, que está usando o momento para um espaço político – diz.

Justiça determina apreensão de veículos com propaganda

Na Igreja Missão, na Rua dos Andradas, da qual faz parte, Jader acompanhou a apuração dos votos. Ele falou sobre a decisão de não ser chamado de pastor Jader, como foi cogitado no início da campanha. Na opinião dele, atrelar isso ao seu nome traria uma resistência automática, e que talvez impedisse que até mesmo as suas propostas fossem analisadas pelos eleitores.

"Que eles não desistam de Santa Maria", diz idosa de 100 anos ao votar neste domingo

– Sabemos que existem muitos rótulos religiosos, não só com os evangélicos, mas com muitas religiões. E eu acredito que a religião não deve ser discutida. Quando estamos na política temos que discutir o caráter, a postura política e a visão de gestão da pessoa. Quando unimos a religião, criamos uma barreira para muitas pessoas, que com certeza conheceram qual é a minha visão, e que talvez nem se aproximariam – destaca.

->
 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMMulher é assassinada na região oeste de Santa Maria https://t.co/PjnX8VoQqu https://t.co/xgnVH6iXCChá 6 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMPelos trilhos, chegou o samba em Santa Maria https://t.co/sVGmCS0tNY https://t.co/ICHoOh2gYmhá 8 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros