Feisma começa em clima de otimismo para o comércio, a indústria e os serviços - Diário de Santa Maria

Multifeira28/10/2016 | 10h01Atualizada em 28/10/2016 | 14h59

Feisma começa em clima de otimismo para o comércio, a indústria e os serviços

Feira começa neste sábado e vai até o dia 6 de novembro, no Centro Desportivo Municipal (CDM) de Santa Maria

Feisma começa em clima de otimismo para o comércio, a indústria e os serviços Maiara Bersch/Agencia RBS
Foto: Maiara Bersch / Agencia RBS

A Multifeira de Santa Maria (Feisma) começa no sábado, às 10h, em clima de otimismo. Otimismo nos negócios, apesar da crise econômica no país e Estado, já que houve aumento de 50% no número de expositores em relação à última edição – neste ano são 321 e, em 2014, foram 214. E otimismo também quanto a expectativa de público. Os organizadores projetam, ao menos, manter as 140 mil visitações alcançadas nas edições de 2012 e 2014 (não houve feira em 2013 e em 2015, porque o evento passou a ser bianual).

– A ideia é que a feira reflita que o momento é de retomada da economia, que o pior já passou e que o cenário vai melhorar – afirma o coordenador da Feisma, Luiz Fernando Pacheco.

Segundo a organização, o objetivo é que a feira seja cada vez mais uma vitrine para o que região produz nos setores de comércio, indústria e serviços. Além disso, quer proporcionar lazer e bem-estar aos visitantes.

– Santa Maria é uma cidade que trata bem e acolhe quem vem de fora. É isso que queremos reproduzir – diz Pacheco.

Para isso, a organização teve de combater duas dificuldades enfrentadas pelo público nas edições anteriores: o calor nos pavilhões e a falta de vagas de estacionamento. A climatização ganhou reforço de dois aparelhos de 60 mil BTUs. No total, serão 42 condicionadores de ar distribuídos nos cinco pavilhões.

Sobre a dificuldade de estacionamento, Pacheco considera o ônus de ter um grande evento no centro da cidade. O que, por outro lado, traz o bônus da facilidade de acesso por meio de outros tipos de transporte, como ônibus e táxis. A área do Centro de Eventos, ainda em fase obras, terá 200 vagas que poderão ser usadas tanto por expositores, quanto pelo público em geral. O espaço é terceirizado. A organização da feira não soube informar o valor que será cobrado.

Santa Maria tem segundo mês com empregos no positivo

A Feisma é realizada pela Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Santa Maria (Cacism). O custo neste ano foi de R$ 1,4 milhão, recurso obtido com patrocínios, venda de estandes e com a bilheteria. Conforme Pacheco, a feira ¿se paga¿ e ainda gera um lucro para a Cacism, em torno de 5% do valor investido. Mas o coordenador avalia que, daqui a alguns anos, será preciso que outras entidades públicas e privadas abracem a feira para que ela continue existindo.

– A Feisma, em breve, terá de ser amplamente discutida pela comunidade, porque a Cacism faz, mas ela é da cidade – projeta.

Agenda
Horários de visitação
Sábado, domingos e feriados: das 10h às 22h30min
Segunda a sexta-feira: 16h às 22h

Ingressos
Sábados, domingos e feriados das 10h às 13h (meio ingresso) – R$ 6
Estudantes e pessoas a partir de 60 anos (meio ingresso) – R$ 6
Sábados, domingos e feriados das 13h às 22h30min – R$ 12
Segunda a sexta-feira das 16h às 22h – R$ 12
Passaporte (para todos os dias) – R$ 17
Crianças até 8 anos não pagam


 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMMulher é assassinada na região oeste de Santa Maria https://t.co/PjnX8VoQqu https://t.co/xgnVH6iXCChá 5 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMPelos trilhos, chegou o samba em Santa Maria https://t.co/sVGmCS0tNY https://t.co/ICHoOh2gYmhá 8 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros