Por impeachment, Fernando Morais e Cristovam Buarque discutem nas redes sociais - Diário de Santa Maria

Política02/08/2016 | 17h56Atualizada em 03/08/2016 | 06h56

Por impeachment, Fernando Morais e Cristovam Buarque discutem nas redes sociais

Escritor disse que vai devolver prêmio que recebeu, nos anos 90, do senador, que votou pela admissão do processo de afastamento de Dilma Rousseff

Zero Hora
Zero Hora

Por meio de sua conta oficial no Facebook, o escritor e jornalista Fernando Morais disse que irá devolver o prêmio Manuel Bonfim, concedido pelo governo do Distrito Federal na década de 90. A gratificação foi entregue pelo senador Cristovam Buarque (PPS-DF), então governador do DF.

Leia mais
Lira propõe que julgamento de Dilma comece dia 25
Aliados de Dilma apresentam parecer paralelo no processo de impeachment
Em relatório do processo de impeachment, Anastasia diz que Dilma deve ser julgada pelo Senado

No post, Morais faz referência ao posicionamento de Buarque no processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, do qual o escritor é abertamente contrário.

"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o prêmio Manuel Bonfim, atribuído ao meu livro 'Chatô, o Rei do Brasil'. Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. De golpista não quero nada. Nem prêmio", diz a postagem na rede social.

No início de maio, Buarque votou pela admissibilidade do processo de impeachment de Dilma Rousseff.  Em seu discurso na votação, o senador afirmou:

— Não fui eu que mudei. Foi a esquerda que envelheceu, não eu. A esquerda que está há 13 anos no poder e mostrou um desapreço à democracia. A presidente não nos permitiu outro caminho.

Também via Facebook, Cristovam Buarque respondeu a Morais, frisando que o prêmio não foi concedido por ele, mas pelo governo do Estado do Distrito Federal na época.

"Fernando Morais mostra como para o PT não há diferença entre partido, governo e estado. Não fui eu que dei o prêmio, foi o Governo do DF, selecionado pelo mérito de seu maravilhoso livro. Mas ele acha que foi uma bolsa-escritor. Porque, para ele, não há diferença entre partido-governante-governo-estado", diz o post do senador.

"Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter", afirma outro trecho.

Procurada pela reportagem de Zero Hora, a assessoria de Cristovam Buarque informou que o senador não vai se pronunciar sobre o caso para não criar um "clima de bate-boca", e disse que tudo o que Buarque queria dizer sobre o caso está disponível em suas redes sociais.

ZH não conseguiu contato com Fernando Morais.

*Zero Hora


 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSM"Eu acordei com uma ligação, e disseram que meu filho estava morto", diz pai de taxista https://t.co/6Y3vjZRVZ3 https://t.co/ZDFROJLMYFhá 3 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMSanta Maria ganhará novo cursinho pré-vestibular https://t.co/FjzfzfdOin https://t.co/8RU8TyJudehá 7 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros