O placar do impeachment entre os prefeituráveis de Santa Maria - Diário de Santa Maria

Eleições 201630/08/2016 | 20h13Atualizada em 30/08/2016 | 20h22

O placar do impeachment entre os prefeituráveis de Santa Maria

Dos 8 candidatos à prefeitura, 6 acham que a presidente Dilma Rousseff deve ser afastada definitivamente e 2 são contra o impedimento

O placar do impeachment entre os prefeituráveis de Santa Maria Jean Pimentel / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Jean Pimentel / Agência RBS / Agência RBS
Diário de Santa Maria
Diário de Santa Maria

Mesmo sendo a favor ou contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff ou estando no grupo das pessoas que não têm interesse algum por política, é quase impossível não ficar sabendo o que tem acontecido em Brasília nos últimos dias. A todo instante surge um novo post no Facebook ou no Twitter, uma reportagem de jornal ou flash na TV, uma notícia no rádio, isso sem falar na TV Senado que transmite tudo em tempo integral ao vivo. Se ainda assim, você tenta ficar alheio a todos os meios de comunicação, deve ter ouvido pelo menos um rabo de conversa sobre isso nas ruas, no Centro, no restaurante...

Veja o que cada candidato promete ao seu bairro
Moradores da área rural querem melhorias nos acessos e incentivo para pequenos negócios

Quando o país aguarda o resultado do processo que pode resultar no impedimento definitivo da presidente afastada, o Diário perguntou aos candidatos a prefeito de Santa Maria o que pensam sobre o assunto.

As propostas dos candidatos com relação às prioridades de Santa Maria

A maioria disse que tem acompanhado pouco as notícias do cenário nacional, devido aos compromissos da campanha eleitoral, e que as principais fontes de informações são os jornais e as redes sociais.

Confira a lista dos bens declarados pelos candidatos a prefeito e vice de Santa Maria

Confira como cada prefeiturável (a ordem usada é a das convenções partidárias) avalia o impeachment:

Leia mais sobre as eleições municipais
Leia todos as notícias da série "Diário nos Bairros: Eleições 2016"

A FAVOR DO IMPEACHMENT:

Werner Rempel (PPL)
Acompanha apenas pelos jornais
¿Golpe são 12 milhões de desempregados. É a maior taxa de juros do mundo. É 45% do orçamento da União irem para pagar juros e serviços da dívida pública. É permitir que a Petrobras não seja exploradora única do pre-sal. Ela (Dilma) está perdendo o mandato, não por ter cometido as pedaladas, mas porque o Brasil ficou contra ela.¿

Jader Maretoli (SD)
Acompanha por rede social e pelos jornais
¿Precisamos enxergar nossa posição política de uma forma que venha a favorecer o Estado, e não dificultar o andamento da nação. Temos que entender que estamos políticos por um tempo para servir a nação, porque ela é muito maior do nós. O desgaste que ocorreu no governo dela, a recessão que o país vive... é hora de encerrar esse tempo.¿ 

Marcelo Bisogno (PDT)
Acompanha por redes sociais e pela televisão no fim do dia
¿O impeachment ocorre hoje fruto de uma série de questões que ocorrem no Brasil historicamente e que `estouraram¿ agora. Deveríamos ter uma nova eleição para purificar o país. Porque são essas alianças espúrias feitas apenas para chegar ao poder que nos levam a situações como a que chegamos hoje.¿

Jorge Pozzobom (PSDB)
Acompanha pelo Facebook
¿Ela não é corrupta. Ela cometeu crime de responsabilidade ao violar a Lei Orçamentária, que é uma previsão constitucional. Foi garantido todo o direito de defesa. O próprio STF disse que o processo estava todo correto. E mais, no atual momento, para o Brasil resgatar a estabilidade econômica, o melhor é o afastamento da presidente Dilma.¿

Fabiano Pereira (PSB)
Acompanha pela televisão e por redes sociais
¿Acho que esse assunto já está superado. Pelo clima no Senado haverá impeachment. Eu torço pelo Brasil. Para que o nosso país saia melhor dessa crise e volte a crescer, se desenvolver, ter estabilidade na economia e na política. Meu partido é a favor do impeachment. Essa questão de situação e oposição é coisa para deputado.¿

Paulo Weller (PSTU)
Acompanha por rede social, televisão e rádio
¿Dilma deu um golpe na classe trabalhadora. O resultado que o PT está colhendo tem a ver com isso. Os aliados que ele escolheu, puxaram o tapete dela e fizeram com que o PT saísse do poder sem clamor popular, porque os trabalhadores não estão nem contentes, nem reivindicando mais o PT. O PT foi vitorioso na eleição, mas cumpriu agenda de derrotado.¿ 

CONTRA O IMPEACHMENT:

Alcir Martins (PSol)
Acompanha em fanpages e pela televisão
¿O impeachment é um golpe institucional ocorrido, mas no qual o PT tem grande parte da autoria, por escolhas erradas em nome de uma suposta governabilidade que nunca aconteceu. O antagonismo entre petistas e os ditos golpistas é só uma máscara, mas revela de fato o fisiologismo que o PT adotou e que resultou nessa orquestração contra o próprio PT.¿

Valdeci Oliveira (PT)
Acompanha através de amigos, rádio e jornais
¿Lamentavelmente, na minha avaliação, a situação está dada. Não há como mudar a negociata que foi feita com os golpistas. Sou totalmente contra (o impeachment) porque é golpe. Não há qualquer motivo que possa dizer que a Dilma cometeu algum crime, a não ser o crime de ser uma mulher e de fazer ações em benefício de quem mais precisa.¿


 

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMUnifra promove Mostra das Profissões nesta quarta e quinta-feira https://t.co/tfUxqX6f78 https://t.co/fV7JQqXMEchá 2 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMFOTOS: fim de semana de gastronomia, música e diversidade em Santa Maria https://t.co/iYlSZmsVBE https://t.co/x5Xg8T70i0há 3 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros