Levantamento traz o valor do aluguel de apartamentos em 10 imobiliárias de Santa Maria - Diário de Santa Maria

Pesquisa de preço24/08/2016 | 06h16Atualizada em 24/08/2016 | 13h56

Levantamento traz o valor do aluguel de apartamentos em 10 imobiliárias de Santa Maria

Imóveis de um e dois dormitórios são os mais procurados para locação residencial na cidade

Levantamento traz o valor do aluguel de apartamentos em 10 imobiliárias de Santa Maria Jean Pimentel/Agencia RBS
Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS

Conforme levantamento feito pelo Diário nas 10 imobiliárias mais antigas da cidade, associadas ao sindicado das imobiliárias (Secovi Centro Gaúcho),  os apartamentos de um e dois dormitórios são os mais procurados para locação residencial em Santa Maria. O aluguel varia de R$ 450 a R$ 900 e de R$ 500 a R$ 1,9 mil, respectivamente (veja no quadro abaixo).

Cenário de crise não impede que empresários apostem seus recursos na abertura de novas lojas 


Segundo as empresas, as pessoas que mais alugam imóveis na cidade são estudantes e militares de fora da cidade. Não há unanimidade, mas há imobiliárias que garantem que a presença ou ausência de churrasqueiras, assim como de garagens, são determinantes para fechar o negócio.

Crise muda o perfil do comprador de imóveis em Santa Maria

Entre os locais pesquisados, a diferença nos preços está relacionada à diversos fatores, como a localização do imóvel, a idade e a estrutura das edificações, a área total, a presença de garagens, o fato de contarem com portaria, elevador e dependência, entre outros itens. É consenso que a procura e a concretização dos contratos leva em conta dois pontos principais: a localização do imóvel e o preço ofertado.

– Estudantes são nosso público principal e, geralmente, são os pais que nos procuram. Eles se importam muito com a segurança e localização – diz a gerente de locações da Imobiliária Jair Behr, Marli Teresinha Roso.

Leia outras notícias de Economia

Quanto à localização, o Centro ainda é a preferência, incluindo-se, principalmente áreas bem próximas ao Calçadão e aos conjuntos da Unifra, além dos bairros Nossa Senhora de Lourdes, Rosário e Bonfim. Há também quem opte por Camobi, pela proximidade da UFSM.

– O estudante quer apartamento central, perto de farmácia, de mercado e de festas. Já o militar procura apartamento perto do quartel. Todos alugam conforme sua necessidade – diz o gerente administrativo da Luiz Coelho Imóveis, Karim Enloft Mahmud.

Conforme o proprietário da Imobiliária Brasão, José Roberto Machado, além da localização, o preço é determinante:

– Os clientes somam tudo: o aluguel, o gasto com IPTU e com o condomínio. Esse último, é um diferencial na hora de fechar um contrato – ressalta Machado.

Para segurar o inquilino

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) é usado para reajustar a maioria dos contratos. Apesar de ter desacelerado em julho, o indicador acumula alta de 6,1% nesse ano e de 11,65% em 12 meses. No entanto, nem todas as imobiliárias têm repassado o reajuste aos clientes. Segundo o diretor de locação de condomínios da Imobiliária Taperinha, Claudio Marconato, os índices de reajuste repercutem de forma significativa nos aluguéis:

– O reajuste afeta diretamente os imóveis alugados. Se o valor fica muito acima e o inquilino vem até aqui,  conversamos com o proprietário e tentamos negociar.

A prática da negociação tem sido adotada por outras empresas e cada caso é avaliado individualmente. Conforme o proprietário da Imobiliária Modelo, Edio Roesler, os proprietários também têm preferido não mexer nos valores dos aluguéis. 

– Existem muitos imóveis para alugar hoje na cidade e há a possibilidade de se barganhar. É o momento – diz o presidente do Secovi Centro Gaúcho, Antonio Odil de Castro.

Procuram-se casas para alugar

Apesar de os apartamentos serem os preferidos para locação, engana-se quem pensa que as casas foram esquecidas. A procura por esse tipo de imóvel está em alta em Santa Maria.

Entre os motivos pela preferência, o proprietário da Imobiliária Brasão, José Roberto Machado, destaca o alto valor dos condomínios, que têm feito com que as pessoas queiram trocar os apartamentos pelas casas. Além disso, Machado ressalta também a questão dos animais de estimação, já que muitos prédios não permitem a presença de bichinhos.

No entanto, a oferta, diferentemente do que ocorre com os apartamentos, é extremamente pequena. O presidente do Secovi Centro, Antonio Odil Gomes de Castro, estima que apenas 5% do total de imóveis disponível para aluguel hoje na cidade seja casa.

Segundo o sócio proprietário da Imobiliária Amiel, João Alberto Correa Difante, a preferência dos clientes é por casas no centro da cidade. No entanto, a maior oferta desse tipo de imóvel é nos bairros da cidade.

 
 

Siga Diário SM no Twitter

  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMBrigada Militar apreende 300 kg de carne em São Francisco de Assis https://t.co/3KxriyfNP6 https://t.co/BUrKqydgcphá 10 horas Retweet
  • diariosm

    diariosm

    DiárioSMMPF instaura inquérito civil para investigar causas do acidente com avião da Chapecoense https://t.co/HWtEbVVBgw https://t.co/3cwYP3wtHYhá 12 horas Retweet

Veja também

Diário de Santa Maria
Busca
clicRBS
Nova busca - outros